2015
DOI: 10.1590/1983-682120158153 View full text |Buy / Rent full text
|
|

Abstract: O artigo visa a apresentar uma análise comparativa de Simão Botelho e Félix, protagonistas de Amor de perdição (1862), de Camilo Castelo Branco, e de Ressurreição (1872), de Machado de Assis. Argumento que as falhas dos referidos protagonistas resultam de sua relação com um modelo de masculinidade romântico, o que faculta uma leitura dos romances como uma crítica a alguns aspectos do romantismo, em oposição a certa perspectiva tradicional.

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance
0
0
0
0
0
0
0
0

Publication Types

Select...

Relationship

0
0

Authors

Journals