2014
DOI: 10.1590/s0102-33062014000100008
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Seed rain in areas with and without bamboo dominance within an urban fragment of the Atlantic Forest

Abstract: Understanding the flow of diaspores is fundamental for determining plant population dynamics in a particular habitat, and a lack of seeds is a limiting factor in forest regeneration, especially in isolated forest fragments. Bamboo dominance affects forest structure and dynamics by suppressing or delaying the recruitment of and colonization by tree species as well as by inhibiting the survival and growth of adult trees. The goal of the present study was to determine whether dominance of the bamboo species Aulon… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
3
2

Citation Types

2
8
3
5

Year Published

2016
2016
2024
2024

Publication Types

Select...
6

Relationship

1
5

Authors

Journals

citations
Cited by 12 publications
(18 citation statements)
references
References 41 publications
(46 reference statements)
2
8
3
5
Order By: Relevance
“…Estudos avaliando outros processos do ciclo de regeneração nas mesmas áreas em que este estudo foi realizado mostraram que na área CB houve menor riqueza de espécies na chuva de sementes (Grombone-Guaratini et al 2014) e, contrariamente, maior riqueza de espécies no banco de sementes do solo (Vinha et al 2011). Comparativamente, muitas espécies verificadas na chuva de sementes de ambas as áreas foram coincidentes com aquelas encontradas no banco transitório, tais como Mikania cordifolia (L.F.) Willd., Piptocarpha oblonga (Gardn.)…”
Section: Discussionunclassified
See 4 more Smart Citations
“…Estudos avaliando outros processos do ciclo de regeneração nas mesmas áreas em que este estudo foi realizado mostraram que na área CB houve menor riqueza de espécies na chuva de sementes (Grombone-Guaratini et al 2014) e, contrariamente, maior riqueza de espécies no banco de sementes do solo (Vinha et al 2011). Comparativamente, muitas espécies verificadas na chuva de sementes de ambas as áreas foram coincidentes com aquelas encontradas no banco transitório, tais como Mikania cordifolia (L.F.) Willd., Piptocarpha oblonga (Gardn.)…”
Section: Discussionunclassified
“…Consequentemente, a riqueza de espécies do banco de sementes transitório tende a ser semelhante aquela verificada na chuva de sementes do local. Isso mostra que a superabundância do bambu, com suas consequências na estrutura florestal, como a redução da densidade arbórea e a alteração dos rumos do processo sucessional, possivelmente interfere no número de espécies disponíveis para a regeneração natural tanto nas etapas da chuva de sementes (Grombone-Guaratini et al 2014) quanto na formação do banco de sementes transitório. Por outro lado, os resultados do banco de sementes transitório obtidos por este estudo em relação aos do banco de sementes permanente obtidos por Vinha et al (2011) corroboram o que foi previamente demonstrado por outros autores, que estes dois componentes do banco de sementes diferem no conteúdo de espécies e, portanto, na efetiva contribuição do processo de regeneração florestal.…”
Section: Discussionunclassified
See 3 more Smart Citations