2019
DOI: 10.21171/ges.v13i35.2551
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Os impactos do cooperativismo de produção no desenvolvimento de pequenos municípios

Abstract: A economia brasileira possui taxas elevadas de participação do cooperativismo no agronegócio, principalmente em pequenos municípios, e este modelo contribui com a ampliação dos mercados consumidores e no fortalecimento do pequeno produtor rural. Assim, objetiva-se compreender quais os impactos gerados pelo cooperativismo produtivo para o desenvolvimento econômico local e regional a partir do comparativo entre dois municípios de pequeno porte, um deles com e outro sem cooperativas de produção. Esta pesquisa se … Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
3

Citation Types

0
0
0
6

Year Published

2021
2021
2022
2022

Publication Types

Select...
4

Relationship

0
4

Authors

Journals

citations
Cited by 4 publications
(6 citation statements)
references
References 0 publications
0
0
0
6
Order By: Relevance
“…Contudo, mesmo com aumentos de produção e avanços no agronegócio do Leite, a pecuária leiteira ainda sofre com diversos gargalos, principalmente dificuldades aliadas no âmbito da administração, gestão do negócio (SCALCO; SOUZA, 2006; MAIA; PAES-DE-SOUZA; SOUZA-FILHO, 2011;GONÇALVES et al, 2014;VILELA et al, 2017;GOMES et al, 2018), e, assistência técnica (BRITO; OLIVEIRA; CASTRO, 2012;CASTRO, 2015;VILELA et al, 2017;FUZINATTO et al, 2019).…”
Section: Introductionunclassified
“…Contudo, mesmo com aumentos de produção e avanços no agronegócio do Leite, a pecuária leiteira ainda sofre com diversos gargalos, principalmente dificuldades aliadas no âmbito da administração, gestão do negócio (SCALCO; SOUZA, 2006; MAIA; PAES-DE-SOUZA; SOUZA-FILHO, 2011;GONÇALVES et al, 2014;VILELA et al, 2017;GOMES et al, 2018), e, assistência técnica (BRITO; OLIVEIRA; CASTRO, 2012;CASTRO, 2015;VILELA et al, 2017;FUZINATTO et al, 2019).…”
Section: Introductionunclassified
“…Dentro do cenário do cooperativismo, destacam-se os pequenos e médios produtores rurais que, cada vez mais, têm contado com o apoio do ramo do cooperativismo rural ou do cooperativismo do agronegócio para a ampliação de mercado comercial e para a elevação de renda (FUZINATTO et al, 2019). Bialoskorski Neto e Pinto (2012) reforçam que as cooperativas do agronegócio possuem expressiva quantidade de associados, os quais são considerados, geralmente, pequenos produtores rurais.…”
Section: Introductionunclassified
“…Nesse contexto, a relevância do cooperativismo consiste no fato de se tratar de uma organização que é capaz de mudar hábitos e comportamentos, agir com outra racionalidade e condicionar novas posturas entre os seus participantes (GIANEZINI et al, 2009). Segundo Fuzinatto et al (2019), o sistema cooperativista faz com que os cidadãos evoluam social, econômica e culturalmente, e o associativismo também promove um acesso facilitado ao conjunto de políticas públicas destinadas ao desenvolvimento do agronegócio nas pequenas e médias propriedades. De forma mais específica, observa-se, nas cooperativas do agronegócio, uma relação mais próxima entre a cooperativa e o associado, por meio da prestação de serviços, de assistência técnica, além da comercialização e de agregação de valor à produção (BIALOSKORSKI NETO;PINTO, 2012).…”
Section: Introductionunclassified
“…Além disso, cooperar, na visão de Gawlak e Rarzke (2010) é agir de forma coletiva com os outros, trabalhando juntos em busca do mesmo objetivo, e por meio da prática da cooperação é possível educar os indivíduos desenvolvendo uma mentalidade mais aberta, flexível, participativa, humana e solidária. Desta forma, o cooperativismo é visto como um modelo econômico e também como uma filosofia de vida, com condições de desenvolver uma região, de criar bem-estar social e de ser uma alternativa capaz de levar ao sucesso, com equilíbrio e equidade (Vronski & Olimpio, 2016;Fuzinatto et al, 2019.…”
unclassified
“…Além do mais, o sistema cooperativista possui um órgão representativo máximo, o International Cooperative Alliance -ICA, fundado em 1895, composto por cooperativas de diversos países. As suas principais atribuições são manter a identidade da cooperativa e competir no mercado, tendo como objetivo estratégico desenvolver fortes organizações cooperativas para o progresso local (Begnis et al, 2014;Fuzinatto et al, 2019). Já o ICA estabelece sete princípios norteadores que, embora revisados, permanecem os mesmos desde 1844, são eles: adesão livre e voluntária; controle, gestão democrática; participação econômica de seus associados; autonomia e independência; educação, formação e informação; intercooperação; preocupação com a comunidade (ICA, 2020).…”
unclassified