2001
DOI: 10.1590/s0034-89102001000600002
| View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Abstract: INTRODUCTION: Although obesity is well recognized as a current public health problem, its prevalence and impact among pregnant women have been less investigated in Brazil. The objective of the study was to evaluate the impact of pre-obesity and obesity among pregnant women, describing its prevalence and risk factors, and their association with adverse pregnancy outcomes. METHODS: A cohort of 5,564 pregnant women, aged 20 years or more, enrolled at aproximately 20 to 28 weeks of pregnancy, seen in prenatal publ… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
3
2

Citation Types

10
53
2
48

Year Published

2004
2004
2020
2020

Publication Types

Select...
8
2

Relationship

0
10

Authors

Journals

citations
Cited by 118 publications
(113 citation statements)
references
References 7 publications
(7 reference statements)
10
53
2
48
Order By: Relevance
“…Esse valor pode ser considerado baixo se comparado a estudos com populações nativas americanas, onde a incidência atinge valores altos, entre 16 e 31% [25][26][27] , ou mesmo quando comparados à população americana em geral, que apresentava taxas da ordem de 10% 28 . Comparações com países europeus, como a Alemanha (10,1%) 29 e a Dinamarca, ambas em 1999 (20,0%) 30 Idade da mãe (anos) mães e filhos revelaram incidência de 5,3% 13 , enquanto que Nucci et al 31 , apesar de não reportar valores de freqüência, observaram risco 61% maior de desenvolver macrossomia em mulheres com IMC entre 25,0 e 29,9 kg/m 2 .…”
Section: Discussionunclassified
“…Esse valor pode ser considerado baixo se comparado a estudos com populações nativas americanas, onde a incidência atinge valores altos, entre 16 e 31% [25][26][27] , ou mesmo quando comparados à população americana em geral, que apresentava taxas da ordem de 10% 28 . Comparações com países europeus, como a Alemanha (10,1%) 29 e a Dinamarca, ambas em 1999 (20,0%) 30 Idade da mãe (anos) mães e filhos revelaram incidência de 5,3% 13 , enquanto que Nucci et al 31 , apesar de não reportar valores de freqüência, observaram risco 61% maior de desenvolver macrossomia em mulheres com IMC entre 25,0 e 29,9 kg/m 2 .…”
Section: Discussionunclassified
“…A obesidade pré-gestacional, que se comportou como característica materna associada ao desenvolvimento de síndromes hipertensivas da gravidez na amostra, tem se tornado prevalente entre mulheres brasileiras: aproximadamente 25% delas apresentam excesso de peso no momento da concepção 27 . Além de fator de risco para síndro-mes hipertensivas da gravidez, a obesidade também aumenta a probabilidade de a mulher desenvolver diabetes gestacional 28 .…”
Section: I S C U S S ã Ounclassified
“…Estudo realizado em seis capitais brasileiras, com 5.564 gestantes, encontrou prevalência de 19,2% de sobrepeso e de 5,5% de obesidade entre as gestantes 5 .…”
Section: Introductionunclassified