1999
DOI: 10.1590/s0100-204x1999000700005
View full text |Buy / Rent full text
|
Sign up to set email alerts
|

Abstract: RESUMO -Procurou-se avaliar o efeito da aplicação do nitrogênio (N) associado ou não à aplicação do molibdênio (Mo) no feijoeiro, cultivar Goytacazes, sob irrigação, em Latossolo Vermelho-Amarelo coeso distrófico de Linhares, ES. Os tratamentos foram dispostos em blocos ao acaso, com três repetições. As doses de N como uréia, foram de 0 e 10 kg/ha no plantio e 0 e 40 kg/ha em cobertura. No Mo como molibdato de amônio, foram aplicados, 0 e 20 g/ha na peletização das sementes, e 0 e 20 g/ha via foliar. Um tratam… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
2
2
1

Citation Types

0
2
0
9

Year Published

2009
2009
2011
2011

Publication Types

Select...
2

Relationship

0
2

Authors

Journals

citations
Cited by 12 publications
(11 citation statements)
references
References 0 publications
(11 reference statements)
0
2
0
9
Order By: Relevance
“…Entretanto, pode-se observar que nos tratamentos que não receberam inoculação houve nodulação, mesmo que em quantidades inferiores, podendose sugerir a presença de estirpes nativas no solo nodulando os feijoeiros, e que o aumento no número de nódulos encontrado nos tratamentos inoculados pode ser atribuído ao efeito da inoculação. Fullin et al (1999) e Vieira et al (2005) também verificaram a presença de população nativa de rizóbios em solos, nodulando feijoeiros.…”
Section: Resultsunclassified
See 2 more Smart Citations
“…Entretanto, pode-se observar que nos tratamentos que não receberam inoculação houve nodulação, mesmo que em quantidades inferiores, podendose sugerir a presença de estirpes nativas no solo nodulando os feijoeiros, e que o aumento no número de nódulos encontrado nos tratamentos inoculados pode ser atribuído ao efeito da inoculação. Fullin et al (1999) e Vieira et al (2005) também verificaram a presença de população nativa de rizóbios em solos, nodulando feijoeiros.…”
Section: Resultsunclassified
“…Venturini et al (2005) não evidenciaram diferença no número de nódulos, porém, verificaram redução na massa seca dos mesmos quando utilizaram vermicomposto como fonte de N. Segundo os autores, a nodulação foi afetada a grande quantidade de nutrientes fornecida por esse fertilizante. Por outro lado, os resultados diferem dos encontrados por Fullin et al (1999), que avaliando os efeitos do N e do Mo em feijoeiros não verificaram influência da adubação nitrogenada sobre o número e massa seca de nódulos.…”
Section: Resultsunclassified
See 1 more Smart Citation
“…Segundo Pessoa et al (2000), a aplicação de Mo via foliar tem efeito positivo no aproveitamento do N absorvido pelo feijoeiro, já que proporciona maiores teores de N total e N orgânico nas folhas. Fullin et al (1999) O número de grãos por vagem não foi influenciado siginificadamente pela aplicação de N e Mo, contudo, houve efeito siginificativo da interação do N com Mo, e aumento do número de grãos por vagem em função da adubação de N associada a de aplicação de Mo até a dose de 60 kg ha A massa de 100 grãos foi influenciada negativamente pela aplicação de Mo via foliar (Tabela 1). A menor massa de 100 grãos observada nos tratamentos com aplicação de Mo via foliar pode estar relacionada com o maior número de vagens por planta encontrado nesse tratamento, apesar de estatisticamente igual.…”
Section: Methodsunclassified
“…O aumento na produtividade de grãos proporcionado pela aplicação de Mo via foliar, na presença de elevada dose de N em cobertura, provavelmente está relacionado com a atividade da redutase do nitrato, enzima indispensável no aproveitamento dos nitratos absorvidos pela planta (PESSOA et al, 2000;VIEIRA, 2006). Fullin et al (1999) Houve correlação positiva da produtividade de grãos com o índice de clorofila e o número de vagens por planta apenas na presença da Mo (Tabela 2) ao demonstrar que a aplicação de Mo via foliar favoreceu o aproveitamento do N absorvido pelas plantas, aumentando o teor de clorofila das folhas o que refletiu em maior número de vagens por planta e, consequentemente, maior produtividade, o que também é evidenciado pela maior eficiência de uso do N observado nos tratamentos que receberam Mo (Tabela 3).…”
Section: Methodsunclassified