volume 20, issue 3, P745-763 2013
DOI: 10.1590/s0104-597020130003000002
View full text
|
|
Share

Abstract: Trata de duas viagens importantes para o pensamento social sobre a Amazônia: a de Carlos Chagas, realizada de 1912 a 1913, e a de Mário de Andrade, em 1927. Para discutir o papel dessas experiências nas interpretações desses autores, analisam-se as relações propostas entre malária e o projeto de constituir uma civilização nos trópicos. Nos textos de Chagas, estranhamento é a categoria que organiza a percepção a respeito da Amazônia, evidenciada na ideia de patologia dos trópicos a desafiar o conhecimento estab…

Expand abstract

Search citation statements

Order By: Relevance

Citation Types

0
0
0
2

Paper Sections

0
0
0
0
0

Publication Types

0
0
0
0

Relationship

0
0

Authors

Journals