2015
DOI: 10.1590/1984-639820157010
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Inglês como língua franca: desenvolvimentos recentes

Abstract: RESUMO:Em face da atual posição do inglês como uma língua franca global, este artigo tem como principal objetivo discutir os desenvolvimentos recentes dessa área, tomando como base os trabalhos apresentados durante a 7th International Conference of English as a Lingua Franca, realizada em Atenas, Grécia, em setembro de 2014. As reflexões, aprofundadas nos tópicos i) teorizações sobre inglês como língua franca (ILF), ii) ILF e formação de professores e iii) desenvolvimentos futuros, trazem um olhar analítico so… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
3
1

Citation Types

0
1
0
19

Year Published

2017
2017
2023
2023

Publication Types

Select...
6
1

Relationship

0
7

Authors

Journals

citations
Cited by 15 publications
(20 citation statements)
references
References 16 publications
0
1
0
19
Order By: Relevance
“…Contudo, assim como objetivou este trabalho, tais avanços no campo da linguagem vão sendo, aos poucos, postos ao alcance do público, leigo ou não. Ainda, como Gimenez et al (2015) nos esclarece, embora o campo do ILF englobe, principalmente, [...] pesquisadores baseados em sua maioria na Europa, o interesse pela área em diversos países tem crescido. No Brasil, por exemplo, alguns pesquisadores já fazem parte da ELF ReN 29 , entre eles, os autores deste texto que também estão vinculados à Rede Brasileira de Estudos sobre Inglês como Língua Franca (cadastrada no CNPq), grupo de pesquisa certificado que tem como objetivo construir entendimentos sobre essas formas de comunicação em inglês e suas implicações educacionais no contexto brasileiro, dialogando, principalmente, com aquelas realidades em que o inglês é estudado e aprendido como língua estrangeira (ILE).…”
Section: Ifl E As Implicações No Ensino E Na Aprendizagemunclassified
See 2 more Smart Citations
“…Contudo, assim como objetivou este trabalho, tais avanços no campo da linguagem vão sendo, aos poucos, postos ao alcance do público, leigo ou não. Ainda, como Gimenez et al (2015) nos esclarece, embora o campo do ILF englobe, principalmente, [...] pesquisadores baseados em sua maioria na Europa, o interesse pela área em diversos países tem crescido. No Brasil, por exemplo, alguns pesquisadores já fazem parte da ELF ReN 29 , entre eles, os autores deste texto que também estão vinculados à Rede Brasileira de Estudos sobre Inglês como Língua Franca (cadastrada no CNPq), grupo de pesquisa certificado que tem como objetivo construir entendimentos sobre essas formas de comunicação em inglês e suas implicações educacionais no contexto brasileiro, dialogando, principalmente, com aquelas realidades em que o inglês é estudado e aprendido como língua estrangeira (ILE).…”
Section: Ifl E As Implicações No Ensino E Na Aprendizagemunclassified
“…É um campo em desenvolvimento, com um crescente número de publicações e projetos de pesquisa e que, na última década, encontrou seu lugar na Linguística Aplicada (COGO; PITZL, 2014). Entretanto, ainda é pouco conhecido (GIMENEZ et al, 2015). Muitos professores sequer ouviram falar e tantos outros ficam apenas no senso comum, tendo em vista, entre outros fatores, serem céticos e resistentes a mudanças, ou a falta de tempo para reflexão sobre a prática pedagógica, ainda mais com as inúmeras terminologias -que nos bombardeiam -no ensino da língua inglesa, como, por exemplo: Inglês como Segunda Língua (ISL/ESL), (SEIDLHOFER, 2004, p. 211) 4 .…”
Section: Introductionunclassified
See 1 more Smart Citation
“…Segundo Gimenez et al (2015), o entendimento do ILF como uma variedade passível de ser codificada parece ser menos defendido na atualidade, sendo bem aceita a definição de Seidlhofer (2011) de que o ILF seja qualquer uso que se faz do inglês entre falantes de diferentes línguas maternas para quem esse idioma é o meio de comunicação escolhido e, frequentemente, a única opção. Duboc (2019, p. 11) ressalta que a complexa teia de sentidos que emergem do conceito de ILF " [...] ora pendem para uma certa romantização ingênua do termo, ora pendem para um entendimento mais politizado."…”
Section: Introductionunclassified
“…Ao longo dos tempos, o ensino de língua inglesa tem desencadeado inúmeras reflexões de ordem didático-pedagógica, suscitando em pesquisadores e em professores da educação básica reflexões a respeito de sua formação (GIMENEZ et al, 2015;BUHRER, 2013;QUADROS-ZAMBONI, 2013;ROTTAVA et al, 2015), do ensino ou não da gramática em sala de aula (OLIVEIRA, 2014;BASSO, 2007;GIMENEZ et al, 2005) e de que modo avaliar os conhecimentos dos alunos e do próprio processo de ensino dessa língua (RODRIGUES et al, 2011;SILVA PAIVA;CANAN, 2016) .…”
unclassified