1998
DOI: 10.1590/s0102-33061998000400011
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Indução do processo de regeneração da vegetação de cerrado em área de pastagem, Assis, SP

Abstract: RESUMO -(Indução do processo de regeneração da vegetação de cerrado em área de pastagem, Assis, SP). A vegetação natural do cerrado apresenta grande potencial de regeneração natural, principalmente através da brotação de raízes, ainda que se verifique a regeneração por sementes, em menor escala. Visando acelerar o processo de recuperação da cobertura arbustivo-arbórea em área de cerrado anteriormente utilizada como pastagem de Brachiaria decumbel/s em Assis, Sp, foram testados seis tratamentos: A -Testemunha; … Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
1
1
1
1

Citation Types

1
23
0
28

Year Published

2005
2005
2023
2023

Publication Types

Select...
9

Relationship

2
7

Authors

Journals

citations
Cited by 37 publications
(52 citation statements)
references
References 10 publications
1
23
0
28
Order By: Relevance
“…As fases iniciais da sucessão em ecossistemas tropicais caracterizam-se por baixa riqueza de espécies e alta dominância de poucas espécies. A continuidade desse processo, com posterior enriquecimento da comunidade pela entrada de novas espécies animais e vegetais, depende de uma série de fatores internos (competição, predação, facilitação) e externos (fluxos na paisagem e "pool" regional de espécies, distúrbios), que podem levar o ecossistema em direção a diferentes atratores (SUDING e HOBBS, 2009 (REIS et al, 2003;TRES et al, 2005) e a indução e, ou, condução da regeneração natural (DURIGAN et al, 1998;FERRETI e BRITEZ, 2006). Desconhecem-se, no entanto, projetos formulados a partir de tais técnicas que tenham sido aprovados oficialmente.…”
Section: Para Outras Formações Ou Situações De Baixa Diversidade De Eunclassified
See 1 more Smart Citation
“…As fases iniciais da sucessão em ecossistemas tropicais caracterizam-se por baixa riqueza de espécies e alta dominância de poucas espécies. A continuidade desse processo, com posterior enriquecimento da comunidade pela entrada de novas espécies animais e vegetais, depende de uma série de fatores internos (competição, predação, facilitação) e externos (fluxos na paisagem e "pool" regional de espécies, distúrbios), que podem levar o ecossistema em direção a diferentes atratores (SUDING e HOBBS, 2009 (REIS et al, 2003;TRES et al, 2005) e a indução e, ou, condução da regeneração natural (DURIGAN et al, 1998;FERRETI e BRITEZ, 2006). Desconhecem-se, no entanto, projetos formulados a partir de tais técnicas que tenham sido aprovados oficialmente.…”
Section: Para Outras Formações Ou Situações De Baixa Diversidade De Eunclassified
“…Ao estabelecer como meta única a recuperação da diversidade de espécies arbóreas, a Resolução contraria a tendência global de estabelecer e aceitar metas factíveis para cada situação (EHRENFELD, 2000) e de avaliar o êxito perante as metas. Em muitas circunstâncias, outras metas menos ambiciosas e igualmente relevantes, como recuperar serviços ambientais (contenção de encostas ou proteção de recursos hídricos, por exemplo), deveriam ser prioritariamente atingidas, e para isso, antes da diversidade de espécies seus atributos funcionais relacionados com a contenção de processos erosivos deveriam nortear as técnicas de restauração.…”
Section: Sexto Pressuposto: One Size Fits Allunclassified
“…Colonisation is limited mostly by three factors: 1) diaspore availability in the neighbouring species pool and the dispersal capacity of different species (Török et al 2011); 2) ecological traits that determine the survival and establishment of different species under different environmental conditions (Lebrija-Trejos et al 2010); and 3) biotic interactions, such as facilitation and competition, that determine the patterns of species co-occurrence (Cianciaruso et al 2009). This is also true for natural recolonisation of disturbed environments, in which resprouting from pre-existent underground structures may also play an important role (Durigan et al 1998). Therefore, knowledge of how these factors affect transition area is essential for successful restoration planning.…”
Section: Introductionmentioning
confidence: 99%
“…For Durigan et al (1998), grasses (Poaceae) compete with the Cerrado species, slowing down, or even preventing the process of natural regeneration. Reis & Kageyama (2003) however highlight that grasses in general produce substances capable of preventing the growth of other species by means of a process called antibiosis.…”
Section: Resultsmentioning
confidence: 99%