2014
DOI: 10.1590/0102-311x00001014
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Experiências com a atenção primária associadas à saúde, características sociodemográficas e uso de serviços em crianças e adolescentes

Abstract: Este estudo avaliou as experiências com a atenção primária à saúde para crianças e adolescentes, considerando níveis de saúde, características sociodemográficas e o uso de serviços de saúde. A Enquete de Saúde de Catalunha de 2006 incluiu uma amostra representativa da população de 0 a 14 anos (n = 2.200). Pessoas adultas informaram suas experiências com a atenção primária à saúde de seus filhos com uma seleção de 17 itens do Primary Care Assessment Tool. Estimaram-se razões de prevalência (RP) de baixa pontuaç… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
1

Citation Types

0
0
0
1

Year Published

2018
2018
2018
2018

Publication Types

Select...
1
1

Relationship

0
2

Authors

Journals

citations
Cited by 2 publications
(1 citation statement)
references
References 39 publications
(34 reference statements)
0
0
0
1
Order By: Relevance
“…Estudo que avaliou as experiências com a atenção primária à saúde para crianças e adolescentes, considerando níveis de saúde, características sociodemográficas e o uso de serviços de saúde trazem como implicações da falta de acesso a atenção primária, e com isso a procura por outros serviços (BERRA et al, 2014). Logo este fato gera baixa resolutividade da atenção primária, uma vez que um estudo apontou a dificuldade de acesso à atenção primária como fator contribuinte para baixa resolutividade a determinados problemas de saúde levando ao aumento de hospitalizações de crianças por causas sensíveis a atenção primária (CARVALHO et al, 2015).…”
Section: Categoria 2 -Carência De Recursos Materiais E Dificuldades Nunclassified
“…Estudo que avaliou as experiências com a atenção primária à saúde para crianças e adolescentes, considerando níveis de saúde, características sociodemográficas e o uso de serviços de saúde trazem como implicações da falta de acesso a atenção primária, e com isso a procura por outros serviços (BERRA et al, 2014). Logo este fato gera baixa resolutividade da atenção primária, uma vez que um estudo apontou a dificuldade de acesso à atenção primária como fator contribuinte para baixa resolutividade a determinados problemas de saúde levando ao aumento de hospitalizações de crianças por causas sensíveis a atenção primária (CARVALHO et al, 2015).…”
Section: Categoria 2 -Carência De Recursos Materiais E Dificuldades Nunclassified