2012
DOI: 10.11606/issn.2317-2762.v19i31p66-81
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Edifícios de apartamentos, São Paulo, anos 1950: mercado imobiliário e (um pouco de) arquitetura

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
1

Citation Types

0
0
0
1

Publication Types

Select...
1

Relationship

0
1

Authors

Journals

citations
Cited by 1 publication
(1 citation statement)
references
References 2 publications
0
0
0
1
Order By: Relevance
“…Assim, o escalonamento das fachadas passou a ser utilizado, principalmente a partir dos anos 30, como um meio de se ter uma maior altura e consequentemente um maior número de pavimentos 112 . (ANITELLI;TRAMONTANO, 2012) Sobre este aspecto e ressaltando a importância de uma grande quantidade de áreas destinadas ao aluguel, a Acrópole (dez, 1943, p.217) aponta: "A área total construída é de aproximadamente 24.000m2, e a área alugável de 12.000m2, isto é, 50% da área construída". A partir destes elementos e, como na maioria das obras analisadas, a adoção do Novecento fica de fácil percepção em sua fachada como também em sua decoração 112 O escalonamento passou a ser empregado na cidade de São Paulo após a implantação do código de obras Arthur Saboya, que por meio da lei 2.332 agrupava as ruas em três categorias: largura até 09 metros; de 09 a 12 metros e maiores de 12 metros.…”
Section: -O Edifício Central (1942-1943)unclassified
“…Assim, o escalonamento das fachadas passou a ser utilizado, principalmente a partir dos anos 30, como um meio de se ter uma maior altura e consequentemente um maior número de pavimentos 112 . (ANITELLI;TRAMONTANO, 2012) Sobre este aspecto e ressaltando a importância de uma grande quantidade de áreas destinadas ao aluguel, a Acrópole (dez, 1943, p.217) aponta: "A área total construída é de aproximadamente 24.000m2, e a área alugável de 12.000m2, isto é, 50% da área construída". A partir destes elementos e, como na maioria das obras analisadas, a adoção do Novecento fica de fácil percepção em sua fachada como também em sua decoração 112 O escalonamento passou a ser empregado na cidade de São Paulo após a implantação do código de obras Arthur Saboya, que por meio da lei 2.332 agrupava as ruas em três categorias: largura até 09 metros; de 09 a 12 metros e maiores de 12 metros.…”
Section: -O Edifício Central (1942-1943)unclassified