2008
DOI: 10.1590/s0103-40142008000200011
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Contaminação por mercúrio em ecossistemas aquáticos: uma análise das áreas críticas

Abstract: O processo de contaminação por mercúrio em ecossistemas aquáticos é discutido, levando-se em consideração as características biogeoquímicas atuantes nesses sistemas que resultam em uma maior mobilização e biodisponibilidade do mercúrio para incorporação na cadeia alimentar, eventualmente aumentando a exposição humana ao metal. Traça-se um paralelo entre sistemas aquáticos amazônicos e estuários, ambientes que, pela elevada capacidade de complexação do mercúrio por compostos orgânicos dissolvidos, tendem a mant… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
1
1
1

Citation Types

0
12
0
16

Year Published

2012
2012
2022
2022

Publication Types

Select...
5
2
1

Relationship

0
8

Authors

Journals

citations
Cited by 59 publications
(28 citation statements)
references
References 25 publications
0
12
0
16
Order By: Relevance
“…2 The nature of OM is influenced by the alternating flood and low water regime, 3 and its interaction with mercury influences the biogeochemical cycle of the metal in terms of its transport, speciation, solubility and bioavailability. 1,2,4,5 An important characteristic of the biogeochemical cycle of mercury is the variety of routes that it can take in the environment, including its release at the soil/atmosphere and water/atmosphere interfaces, atmospheric transport, and deposition to soil and water surfaces. In contact with soils and sediments, sorption of mercury in insoluble form may be followed by methylation/ demethylation.…”
Section: Introductionmentioning
confidence: 99%
“…2 The nature of OM is influenced by the alternating flood and low water regime, 3 and its interaction with mercury influences the biogeochemical cycle of the metal in terms of its transport, speciation, solubility and bioavailability. 1,2,4,5 An important characteristic of the biogeochemical cycle of mercury is the variety of routes that it can take in the environment, including its release at the soil/atmosphere and water/atmosphere interfaces, atmospheric transport, and deposition to soil and water surfaces. In contact with soils and sediments, sorption of mercury in insoluble form may be followed by methylation/ demethylation.…”
Section: Introductionmentioning
confidence: 99%
“…Além disso, peixes de regiões estuarinas, como é o caso da Baia do Marajó, apresentam níveis de Hg-T mais baixos, levando em consideração Ph e disponibilidade de matéria orgânica quando comparados com peixes da região marinha 30 . São poucos os estudos na literatura que realizam a comparação temporal dos níveis de Hg-T, sendo realizados mais estudos em nível de quantificação.…”
unclassified
“…No presente estudo, seria possível justificar os níveis de Hg-T mais elevados em época de estiagem, em virtude das baixas águas e consequentemente maior movimentação do sedimento no leito dos rios; o que favorece ainda mais alterações físico-químicas do metal, biodisponilizando-o, ainda mais, na forma de metilmercúrio 30 . No entanto, existem outros fatores que poderiam ter influenciado essa diferença, entre eles, o local de captura, que variou no decorrer das coletas.…”
unclassified
“…Além do desmatamento e a queima da floresta (LACERDA, 1995;FARELLA, 2005) e desgaseificação do solo (ALMEIDA et al, 2005). Essas ações deixam o solo exposto assim promovendo o processo de lixiviação e erosão, consequentemente liberando o Hg para o ecossistema aquático (WASSERMAN et al, 2001;HERRMANN, 2004;LACERDA & MALM, 2008).…”
Section: -Comparação Entre As Fases Do Empreendimentounclassified
“…O fitoplâncton é o primeiro elo da conectividade da parte abiótica com a parte biótica (MASON et al, 1996;LACERDA & MALM, 2008). A grande propensão de aumento do Hg da água para os níveis tróficos superiores (HUDSON et al, 1994;PICKHARDT & FISHER, 2007), o fitoplâncton e zooplâncton exercem o papel intermediário no processo de bioacumulação e biomagnificação (BACK et al, 1995).…”
Section: -Biomagnificação E Bioacumulação De Hg No Rio Madeiraunclassified