2011
DOI: 10.1590/s1413-23112011000200009
| View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Abstract: INTRODUÇÃOA palavra "rede", cada vez mais, tem se tornado comum para descrever uma série de fenômenos que vão desde práticas sociais até atividades econômicas. Nohria (1992) destaca que, no contexto dos estudos organizacionais, o termo tem sido usado tanto para se referir ao padrão das organizações quanto, normativamente, tem sido apresentado como um caminho a ser seguido na busca por vantagens econômicas. Com efeito, entende-se que, embora ramificadas em variadas estruturas, as redes apresentam como elo comum… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
2
1

Citation Types

0
0
0
3

Year Published

2013
2013
2021
2021

Publication Types

Select...
5

Relationship

0
5

Authors

Journals

citations
Cited by 5 publications
(3 citation statements)
references
References 21 publications
(11 reference statements)
0
0
0
3
Order By: Relevance
“…Como destacou André (2004), o êxito da gestão de uma destinação turística, neste caso traduzida em variações positivas nos indicadores de desempenho, pressupõe diálogo entre os agentes, a fim de que se trate o destino de forma integral. É possível que uma das razões para essa variação negativa e também para o reduzido número de correlações se deva à baixa interação entre as instituições das destinações, o que pode levar a dificuldades em termos de custo da própria gestão, e assim, comprometer a construção de cooperação intrarrede, como assinalaram Castro et al (2011), ou mesmo interesses conflitantes, como escreveram Soares et al (2011). Note-se que a interação maior interinstitucional, como mostrou Bonet (2004), pode trazer um alto desempenho em termos de demanda turística, além de auxiliar as empresas no processo de inovação de produtos e serviços, como mostraram Doloreux e Mattson (2008).…”
Section: Relação Entre Instituições Serviços E Desempenhounclassified
“…Como destacou André (2004), o êxito da gestão de uma destinação turística, neste caso traduzida em variações positivas nos indicadores de desempenho, pressupõe diálogo entre os agentes, a fim de que se trate o destino de forma integral. É possível que uma das razões para essa variação negativa e também para o reduzido número de correlações se deva à baixa interação entre as instituições das destinações, o que pode levar a dificuldades em termos de custo da própria gestão, e assim, comprometer a construção de cooperação intrarrede, como assinalaram Castro et al (2011), ou mesmo interesses conflitantes, como escreveram Soares et al (2011). Note-se que a interação maior interinstitucional, como mostrou Bonet (2004), pode trazer um alto desempenho em termos de demanda turística, além de auxiliar as empresas no processo de inovação de produtos e serviços, como mostraram Doloreux e Mattson (2008).…”
Section: Relação Entre Instituições Serviços E Desempenhounclassified
“…Redes horizontais se diferem de outros tipos de redes de cooperação, um aspecto distintivo importante é que as decisões são tomadas de forma conjunta, dificilmente há uma empresa que tenha mais poder na tomada de decisões, porém não é um entendimento unânime, alguns autores entendem que as decisões são mais centralizadas (SOARES et al, 2011). Depreende-se que o processo de formulação de estratégias caracteriza-se como planejamento estratégico e, através dele, a empresa busca se integrar e ganhar força no ambiente no qual ela compete.…”
Section: Redes De Colaboração Empresarialunclassified
“…Redes horizontais se diferem de outros tipos de redes de cooperação, um aspecto distintivo importante é que as decisões são tomadas de forma conjunta, dificilmente há uma empresa que tenha mais poder na tomada de decisões, porém não é um entendimento unânime, alguns autores entendem que as decisões são mais centralizadas (SOARES et al, 2011).…”
Section: Redes De Colaboração Empresarialunclassified