2012
DOI: 10.1590/s0100-736x2012001000015
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Avaliação terapêutica e posológica da levotiroxina sódica em cães com hipotiroidismo primário adquirido

Abstract: O hipotireoidismo primário adquirido é uma endocrinopatia frequentemente diagnosticada na espécie canina. A terapia consiste na suplementação oral com levotiroxina sódica (L-tiroxina), no entanto vários protocolos terapêuticos têm sido propostos pela literatura, com doses variando 11 a 44µg/kg uma a duas vezes ao dia, visto à grande variabilidade de absorção e meia-vida plasmática do fármaco. Foram estudados 30 cães com hipotiroidismo primário adquirido (13 machos e 17 fêmeas, idade média de 7,9±1,9 anos e pes… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
1
1
1
1

Citation Types

0
0
0
4

Year Published

2020
2020
2020
2020

Publication Types

Select...
4

Relationship

0
4

Authors

Journals

citations
Cited by 4 publications
(4 citation statements)
references
References 6 publications
0
0
0
4
Order By: Relevance
“…O número de medicamentos comercializados para animais quando comparado aqueles de uso humano é escasso, um exemplo disso é a falta de Levotiroxina sódica veterinária no Brasil para cães com hipotireoidismo primário (De Marco et al, 2012), esses números são ainda menores para as espécies exóticas, como os pássaros. (Powers, Davidson, 2018) A variedade de tamanhos dessas espécies também torna a aquisição de medicamentos na forma e dosagem adequadas mais difícil (Maas III, 2005) Sendo que os medicamentos disponíveis são para apenas algumas espécies, com forma farmacêutica e sabores inadequados para outras (Davidson, 2017).…”
Section: Resultsunclassified
“…O número de medicamentos comercializados para animais quando comparado aqueles de uso humano é escasso, um exemplo disso é a falta de Levotiroxina sódica veterinária no Brasil para cães com hipotireoidismo primário (De Marco et al, 2012), esses números são ainda menores para as espécies exóticas, como os pássaros. (Powers, Davidson, 2018) A variedade de tamanhos dessas espécies também torna a aquisição de medicamentos na forma e dosagem adequadas mais difícil (Maas III, 2005) Sendo que os medicamentos disponíveis são para apenas algumas espécies, com forma farmacêutica e sabores inadequados para outras (Davidson, 2017).…”
Section: Resultsunclassified
“…As características anatômicas e fisiológicas são diferentes para cada espécie, por isso a absorção de fármacos para cada um pode ocorrer de formas significativamente diferentes (Papich, 2005), além disso, a pouca quantidade e até ausência de medicamentos disponíveis para as diversas espécies também pode ser um problema (De Marco et al, 2012). Adicionalmente a esses fatos, existem algumas dificuldades durante a administração de fármacos para animais por conta da não aceitabilidade deles diante de alguns sabores ou formas farmacêuticas.…”
Section: Revisão De Literaturaunclassified
“…Existem poucos produtos aprovados para as variadas espécies veterinárias (De Marco et al, 2012). Das poucas drogas disponíveis comercialmente, a maioria é para apenas algumas espécies, além de estarem em formas farmacêuticas e sabores que podem não ser adequadas ou aceitas por outras espécies animais, como exemplo tem-se os medicamentos pediátricos com sabor chiclete ou sabor cítrico que não são aceitos por gatos.…”
Section: Individualização De Medicamentos Para Animaisunclassified