2010
DOI: 10.1590/s0102-09352010000500012
View full text |Buy / Rent full text
|
Sign up to set email alerts
|

Abstract: Distrito de Rubião Júnior s/n 18618-000 -Botucatu, SP 3 Aluno de pós-graduação -FMVZ-UNESP -Botucatu, SP  RESUMO Avaliou-se a progressão dos sinais radiográficos de cães com displasia coxofemoral ou potencialmente displásicos tratados pela técnica da sinfisiodese púbica. Foram utilizados 14 cães, seis machos e oito fêmeas, com idades entre quatro e seis meses. Após exame físico, procedeu-se ao exame radiográfico para avaliação da articulação coxofemoral, segundo padrão estabelecido pelo Colégio Brasileiro de … Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
2
1
1

Citation Types

0
0
0
4

Year Published

2018
2018
2019
2019

Publication Types

Select...
2

Relationship

0
2

Authors

Journals

citations
Cited by 2 publications
(27 citation statements)
references
References 9 publications
(27 reference statements)
0
0
0
4
Order By: Relevance
“…Foi observado, em ordem decrescente, que as principais raças encontradas eram Buldogue, Pug, Dogue de Bourdeaux, Mastiff Napolitano e Otterhound. Em contrapartida, a maioria dos estudiosos em displasia coxofemoral, observa uma maior frequência de casos nas raças como São Bernardo, Pastor Alemão, Rottweiler, Labrador Retriever, Golden Retriever, Border Collie, Pointer, Fila Brasileiro, Boxer e Old English Sheepdog, com idade de acometimento variável, entre três a 30 meses de idade (Bettini et al, 2007;Santana et al, 2010;Souza et al, 2011;Kealy et al, 2012;Zhu et al, 2012). Tais fatos, corroboram com o observado no caso em questão, sendo a paciente filha de pais geneticamente predispostos (Labrador e Golden Retriever), com 10 meses de idade, sendo quesitos de maior propensão ao desenvolvimento da patologia.…”
Section: Resultsunclassified
See 1 more Smart Citation
“…Foi observado, em ordem decrescente, que as principais raças encontradas eram Buldogue, Pug, Dogue de Bourdeaux, Mastiff Napolitano e Otterhound. Em contrapartida, a maioria dos estudiosos em displasia coxofemoral, observa uma maior frequência de casos nas raças como São Bernardo, Pastor Alemão, Rottweiler, Labrador Retriever, Golden Retriever, Border Collie, Pointer, Fila Brasileiro, Boxer e Old English Sheepdog, com idade de acometimento variável, entre três a 30 meses de idade (Bettini et al, 2007;Santana et al, 2010;Souza et al, 2011;Kealy et al, 2012;Zhu et al, 2012). Tais fatos, corroboram com o observado no caso em questão, sendo a paciente filha de pais geneticamente predispostos (Labrador e Golden Retriever), com 10 meses de idade, sendo quesitos de maior propensão ao desenvolvimento da patologia.…”
Section: Resultsunclassified
“…A terapia instituída se baseia na idade do paciente, grau de desconforto, resultados referentes à radiografia e exame físico; além das condições financeiras do proprietário. O objetivo de todos os métodos de tratamento são a redução do limiar de dor, melhorar a função do membro e qualidade de vida (Dassler, 2007;Santana, 2010). Saunders et al (1999) recomendam o tratamento conservador em animais levemente displásicos ou quando a claudicação está em fase inicial, não sendo este sugestivo no caso, pois o grau de acometimento era severo.…”
Section: Resultsunclassified
“…Isso sugere que as bilateralidades estão altamente associadas, semelhante aos relatos de que observaram não haver diferenças significativas entre a morfologia dos fêmures direito e esquerdo. E que essa simetria bilateral entre os fêmures direito e esquerdo é importante para a utilização do membro contralateral como controle em estudos ortopédicos (Hartung & Hasselt, 1988;Santana et al, 2010).…”
Section: Methodsunclassified
“…O diagnóstico deve ser baseado na resenha, histórico completo, sinais clínicos, exame ortopédico e radiográfico (Bettini et al, 2008). A escolha de tratamento conservador ou cirúrgico depende da idade do paciente, gravidade da displasia e presença ou não de afecções concomitantes, no entanto, o intuito de ambas é diminuir a dor, melhorar a função do membro afetado e garantir qualidade de vida ao paciente (Santana et al, 2010).…”
Section: Introductionunclassified