2016
DOI: 10.18310/2446-4813.2016v2n3p273-280
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

As Contribuições Da Psicologia Junto À Equipe De Saúde Diante Da Morte, Luto E Perdas De Seus Pacientes

Abstract: ResumoA morte desencadeia diversas reações e resistência para ser discutida. Há um processo de negação que envolve as várias formas de enfrenta-la. O ser humano não está preparado para lidar com tal acontecimento, pois há um estigma social que permeia a sua conceituação. Quando se trata de uma equipe de saúde que lida diariamente com este fato, acaba gerando sentimentos ambivalentes, prejudicando e interferindo em questões emocionais importantes. O tema foi escolhido por envolver o sofrimento psíquico e o adoe… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
1
1

Citation Types

0
0
0
2

Year Published

2021
2021
2021
2021

Publication Types

Select...
1

Relationship

0
1

Authors

Journals

citations
Cited by 1 publication
(2 citation statements)
references
References 0 publications
0
0
0
2
Order By: Relevance
“…A negação é o mecanismo de defesa mais utilizado entre os profissionais da área da saúde, ela faz com que se evite falar sobre a morte, o profissional acaba evitando estar no momento da morte do paciente, evita também falar com o paciente prestes a morrer sobre a morte, porque esse assunto lhe causa sofrimento. O Psicólogo hospitalar pode ajudar esses profissionais através de grupos de diálogo, permitindo que falem sobre a morte e que se identifiquem um com o outro, possibilitando elaborar seus sentimentos frente à morte de seus pacientes, vendo o paciente com um olhar mais humano e se permitindo não apenas curar o paciente, mas cuidar (ORTIZ et al, 2016).…”
Section: Análise E Discussão Dos Resultadosunclassified
See 1 more Smart Citation
“…A negação é o mecanismo de defesa mais utilizado entre os profissionais da área da saúde, ela faz com que se evite falar sobre a morte, o profissional acaba evitando estar no momento da morte do paciente, evita também falar com o paciente prestes a morrer sobre a morte, porque esse assunto lhe causa sofrimento. O Psicólogo hospitalar pode ajudar esses profissionais através de grupos de diálogo, permitindo que falem sobre a morte e que se identifiquem um com o outro, possibilitando elaborar seus sentimentos frente à morte de seus pacientes, vendo o paciente com um olhar mais humano e se permitindo não apenas curar o paciente, mas cuidar (ORTIZ et al, 2016).…”
Section: Análise E Discussão Dos Resultadosunclassified
“…Segundo Ortiz et al (2016), os profissionais da área da saúde possuem a função de promover saúde, prevenir doenças, divulgar campanhas, cuidar da população desde crianças até idosos. Com a internação de pacientes doentes, esses profissionais acabam criando vínculo com o paciente e sua família, mas com a morte do doente a equipe pode sentir-se culpada, frustrada,e, ao mesmo tempo, precisam se recompor e continuar seu serviço.…”
Section: Introductionunclassified