Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
1
1
1

Citation Types

0
0
0
3

Year Published

2021
2021
2022
2022

Publication Types

Select...
2

Relationship

0
2

Authors

Journals

citations
Cited by 10 publications
(3 citation statements)
references
References 2 publications
(3 reference statements)
0
0
0
3
Order By: Relevance
“…Desta maneira, ao iniciarem a atuação profissional estarão aptos para um desempenho eficiente, eficaz e humanizado, já que vivenciaram diversas situações que contribuiram para sua qualificação profissional humanizada. [3][4][5][6][7][8][9] Sobretudo, sabemos que são poucos os especialistas para atuar na APS com os CP, e por este motivo os poucos especialistas são absorvidos pelo SUS, nota-se a probabilidade do setor privado de saúde intensificar a busca por MF, que anteriormente era um atendimento quase em sua totalidade realizado pelo SUS, salvo algumas exceções conforme o perfil do plano ou seguro de saúde contratado pelo paciente através do setor privado. Em suma, os profissionais capacitados para atuar com CP, aos poucos, estão migrando para o setor privado, o que leva a vislumbrar um possível colapso no SUS.…”
Section: Resultsunclassified
See 1 more Smart Citation
“…Desta maneira, ao iniciarem a atuação profissional estarão aptos para um desempenho eficiente, eficaz e humanizado, já que vivenciaram diversas situações que contribuiram para sua qualificação profissional humanizada. [3][4][5][6][7][8][9] Sobretudo, sabemos que são poucos os especialistas para atuar na APS com os CP, e por este motivo os poucos especialistas são absorvidos pelo SUS, nota-se a probabilidade do setor privado de saúde intensificar a busca por MF, que anteriormente era um atendimento quase em sua totalidade realizado pelo SUS, salvo algumas exceções conforme o perfil do plano ou seguro de saúde contratado pelo paciente através do setor privado. Em suma, os profissionais capacitados para atuar com CP, aos poucos, estão migrando para o setor privado, o que leva a vislumbrar um possível colapso no SUS.…”
Section: Resultsunclassified
“…Devido à pequena quantidade de profissionais qualificados, temos aqui, mais um motivo para o currículo acadêmico ser revisado frequentemente, e desta maneira, ampliaremos o número de profissionais preparados, inclusive com conhecimento quanto às inovações tecnológicas. 5 Reiteramos nossa compreensão quanto à ampliação da incidência e prevalência de condições crônicas, em especial das doenças crônico-degenerativas não transmissíveis (DCNT), dar-se também, como uma consequência da longividade, e norteados nesta constatação, afirmamos a necessidade de trabalharmos pela evolução da medicina, pois hoje ela não pode limitar-se a ser tecnicista e biologista, focando somente na doença e não no paciente.…”
Section: Introductionunclassified
“…Um estudo realizado em Praia Grande, município litorâneo localizado à 61,8 km de São Bernardo do Campo e que também possui uma população maior que 100 mil habitantes 52 , demonstrou uma dificuldade na fixação dos profissionais de saúde na atenção básica do município, que apesar de possuir um sistema de contratação vinculado à concurso público -o que poderia estar relacionado à maior chance de permanência do profissional de saúde pela estabilidade -34% dos médicos não permaneceram na ESF durante o estudo, o que prejudica o fator de continuidade no seguimento e enfraquece a construção do vínculo e relação médico-paciente, tão importantes no contexto da atenção primária, sendo que foi possível correlacionar como um dos fatores à alta rotatividade dos profissionais neste município a baixa qualificação profissional, já que 73% dos médicos participantes do estudo não realizaram residência médica, que pode ser um dos fatores que os levou à deixar a ESF para busca de melhor especialização, tendo em vista o contexto do mercado de trabalho, além do fato que a qualificação inadequada dos profissionais pode gerar baixa qualidade da assistência prestada. Para Neto et al 53 , no contexto profissional atual dos médicos da família, apesar do aumento da oferta de vagas e implementação de programas como o Mais Médicos, ainda é frequente encontrar postos de trabalho médico ociosos na APS, além de apontar que atualmente algumas operadoras de saúde estão buscando contratar médicos da família para o setor privado, o que pode aumentar ainda mais, à longo prazo, o déficit desses profissionais no SUS e gerar maior iniquidade no acesso aos serviços de saúde.…”
Section: Discussionunclassified