volume 13, issue 2, P227-237 2011
DOI: 10.1590/s1517-106x2011000200003
View full text
|
|
Share

Abstract: Este artigo discute imagens da pobreza que figuram tanto na literatura quanto em outras linguagens, em perspectiva comparatista e desconstrutora do olhar preconceituoso e/ou piedoso. O foco da discussão é o conceito de êxtase (Bataille) e de face gloriosa (Arthur Omar). Os objetos são: A hora da estrela (Clarice Lispector), as fotos do projeto Êxodos (Sebastião Salgado) e o documentário Estamira (Marcos Prado).