volume 11, issue 1, P62-72 2009
DOI: 10.1590/s1517-106x2009000100006
View full text
|
|
Share

Abstract: Falar em literatura e na sua análise a partir de uma perspectiva pós-colonial e relacioná-la com os Estudos Ibero-Americanos pode soar estranho quando sabemos que grande parte do manancial teórico dos estudos pós-coloniais em que hoje nos movemos tem origem anglo-saxónica, não deixando contudo de apontar a sua imensa variedade e os seus distintos lugares de enunciação, ainda que partilhando a língua inglesa. Mas, como nos mostra Enrique Dussel, * como silenciar todos os discursos produzidos na América Ibérica…

Expand abstract