2007
DOI: 10.1590/s0104-83332007000100014
View full text
|
Sign up to set email alerts
|
Share

Abstract: ResumoNeste artigo, analiso como brasileiras de classes média e média alta em Los Angeles lidam com o fenômeno da exotização das suas imagens. Observo que, embora originalmente articuladas a partir de Hollywood (Carmen Miranda) nos limites da hierarquia entre as nações e do colonialismo, essas imagens são hoje alimentadas e recriadas também pelos próprios brasileiros. Uma das idéias centrais que defendo aqui é que embora tais imagens inicialmente restrinjam a ação das brasileiras, uma vez que sempre impõem o …

Expand abstract