volume 39, issue 144, P600-617 2018
DOI: 10.1590/es0101-73302018191934
View full text
|
Sign up to set email alerts
|
Share

Abstract: RESUMO: São analisadas políticas de financiamento da educação da Argentina, do Brasil e do Uruguai, abrangendo comparação entre os países e entre um período de governos progressistas (2003-2014) e a década de 1990, quando foram implementadas políticas de corte neoliberal. As políticas são enfocadas em três dimensões - responsabilidades governamentais, gasto público e distribuição de recursos entre governos -, sendo pontuadas situações de manutenção ou redefinição. Evidenciaram-se, em termos gerais, redefiniçõe…

Expand abstract