2020
DOI: 10.1590/1413-812320202510.03522019
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Vulnerabilidade de mulheres que fazem sexo com mulheres às infecções sexualmente transmissíveis

Abstract: Resumo O objetivo do presente estudo foi identificar as dimensões da vulnerabilidade de mulheres que fazem sexo com mulheres associadas às infecções sexualmente transmissíveis. Estudo transversal com 150 mulheres, entre 2015-2017. Aplicou-se questionário estruturado, realizou-se exame ginecológico para diagnóstico de Chlamydia trachomatis, Neisseria gonorrhoeae, Trichomonas vaginalis, papiloma vírus humano e coleta de sangue periférico para detecção de HIV, hepatite B e sífilis. A variável desfecho foi a ocorr… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
4
1

Citation Types

1
4
0
19

Year Published

2021
2021
2023
2023

Publication Types

Select...
7
1

Relationship

0
8

Authors

Journals

citations
Cited by 24 publications
(27 citation statements)
references
References 13 publications
1
4
0
19
Order By: Relevance
“…Considera-se, ainda, se essas mulheres cursaram essas infecções de forma assintomática ou a realização de testes diagnósticos. Há dados que demonstram que o histórico de IST é um fator de risco para a aquisição de outros agravos sexuais, podendo aumentar sua ocorrência em até quatro vezes (20) .…”
Section: Discussionunclassified
“…Considera-se, ainda, se essas mulheres cursaram essas infecções de forma assintomática ou a realização de testes diagnósticos. Há dados que demonstram que o histórico de IST é um fator de risco para a aquisição de outros agravos sexuais, podendo aumentar sua ocorrência em até quatro vezes (20) .…”
Section: Discussionunclassified
“…20 However, it should be noted that the increase in the notification of syphilis in MSM populations is not exclusive to underdeveloped countries or Brazil, since since the year 2000, new diagnoses of the disease have been exponentially reported in other regions of the world, such as the United States and Eastern Europe. 12 Although there is a greater risk association in sex between men, a study conducted among women who have sex with women (MSM) has shown that this population is also vulnerable, 21 mainly due to the lack of perception about the risk of acquiring an STI in this type of relationship, both by the women themselves and by the health professionals who attend them.…”
Section: Discussionmentioning
confidence: 99%
“…A sexualidade é algo ligado a todas as pessoas e é dependente de diversos fatores e contextos (FONTES et al, 2021). Alguns dos contextos que envolvem a sexualidade de MCSM são questões como a luta por visibilidade, as diferenças de gênero, a heteronormatividade, a falta de preparo dos profissionais de saúde e a falta de conhecimento sobre as IST (ANDRADE et al, 2020). Esses contextos podem ser somados as dificuldades de acesso à saúde e as experiências ruins com esses serviços que levam a redução do uso dos mesmos por esse grupo (RUFINO et al, 2018).…”
Section: Discussionunclassified
“…Mulheres CIS que possuem múltiplos parceiros e parceiras sexuais são duas vezes mais suscetíveis a adquirir alguma IST do que as mulheres CIS que fazem sexo somente com homens. E as que fazem sexo apenas com mulheres apresentam um risco menor que as anteriores (FONTES et al, 2021;ANDRADE et al, 2020, OLIVEIRA et al, 2017. Sobre os motivos do não uso de proteção, Fontes et al (2021), conseguiram justificavas como a falta de domínio sobre os métodos (140), a falta de praticidade e de acesso aos métodos já conhecidos (89) e a ideia de que não há necessidade em usar (48).…”
Section: Discussionunclassified