2008
DOI: 10.1163/17683084-01501005
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Vozes asiáticas e o racismo colonial em Moçambique

Abstract: Evento, estrutura, conjuntura, curta duração, longa duração, micro, macro, específico, total são binômios que, ao menos desde Michelet com o seu Le Peuple e Marx com o seu O Dezoito Brumário mas, sobretudo, desde os Annales, tem acompanhado os historiadores. O presente artigo, embora não explicite, encara estes desafios : tratar do evento, do episódico, dos movimentos da política cotidiana, enfim da curta duração sem esquecer das estruturas, da longa duração : assim o objeto escolhido-a discussão, publicação, … Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
2
1
1
1

Citation Types

0
1
0
4

Year Published

2009
2009
2024
2024

Publication Types

Select...
6

Relationship

0
6

Authors

Journals

citations
Cited by 6 publications
(5 citation statements)
references
References 0 publications
0
1
0
4
Order By: Relevance
“…E justamente contra essa ameaça ideológica, a Agência-Geral se mobilizou, mais uma vez em consonância com as mudanças na política colonial geral, reagindo aos novos ventos do pós-guerra, no sentido de encenar nova relação com os territórios africanos e com os sujeitos coloniais. Do mesmo modo, com a mudança da Lei Orgânica do Ultramar, que alterou o estatuto dos indígenas e, na verdade, o Código do Indigenato, supostamente favorecendo a integração dos assimilados (Cabaço, 2009;Macagno, 2001;Zamparoni, 2007). Como veremos, é a partir desse momento que a obra de Gilberto Freyre passa a chamar a atenção de autoridades do Estado Português (Macagno, 2002).…”
Section: Antropologia Colonial Portuguesaunclassified
“…E justamente contra essa ameaça ideológica, a Agência-Geral se mobilizou, mais uma vez em consonância com as mudanças na política colonial geral, reagindo aos novos ventos do pós-guerra, no sentido de encenar nova relação com os territórios africanos e com os sujeitos coloniais. Do mesmo modo, com a mudança da Lei Orgânica do Ultramar, que alterou o estatuto dos indígenas e, na verdade, o Código do Indigenato, supostamente favorecendo a integração dos assimilados (Cabaço, 2009;Macagno, 2001;Zamparoni, 2007). Como veremos, é a partir desse momento que a obra de Gilberto Freyre passa a chamar a atenção de autoridades do Estado Português (Macagno, 2002).…”
Section: Antropologia Colonial Portuguesaunclassified
“…Ainda sobre a participação efetiva do Estado no processo de angariamento, é preciso considerá-la, a partir das observações de Zamparoni (2012), Bittencourt (1999) e Cabaço (2009), em duas perspectivas: a de "fornecedor" e a de "utilizador" da mão de obra recrutada. Sobre a primeira forma de participação, o estudo de Nascimento (2002) em relação à função do governo colonial no processo de "fabricação de…”
Section: O Trabalho Forçado Em Moçambique: O Sistema De Exploração As...unclassified
“…É nesse contexto que situamos o problema da violência e perseguição contra mulheres e crianças. Zamparoni (2012) (2010, p. 192).…”
Section: O Trabalho Forçado Em Moçambique: O Sistema De Exploração As...unclassified
“…(SCHMIDT, 2002, p. 238) Outros manuais trabalham com uma ideia próxima a essa, pelo menos no que concerne ao papel da Conferência na partilha da África (Cf. MACEDO;OLIVEIRA, 1999 e BONIFAZI;DELLAMONICA, 2002). Tal leitura revela ou demonstra que os autores desconhecem ou discordam das novas interpretações formuladas pela historiografi a sobre o tema.…”
Section: Olhares Sobre a áFrica Contemporâneaunclassified