2019
DOI: 10.1590/1982-0194201900071
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Uso de anticoncepcionais hormonais por prostitutas: correlação com marcadores de vulnerabilidade social

Abstract: Resumo Objetivo Analisar a correlação dos marcadores de vulnerabilidade social com o uso de anticoncepcionais hormonais por prostitutas. Métodos Estudo descritivo, inferencial e transversal, com abordagem quantitativa, realizado com 69 mulheres da microrregião do sertão produtivo da Bahia, em abril de 2017, por meio de um formulário contendo questões sobre os marcadores de vulnerabilidade social e adesão de anticoncepcionais hormonais, aplicado no local de trabalho e na Estratégia de Saúde da Família. Utiliz… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
1
1

Citation Types

0
0
0
2

Year Published

2021
2021
2023
2023

Publication Types

Select...
2

Relationship

0
2

Authors

Journals

citations
Cited by 2 publications
(2 citation statements)
references
References 21 publications
(31 reference statements)
0
0
0
2
Order By: Relevance
“…Vários estudos relatam uma carga horária de oito horas por noite e um tempo de trabalho com menos de 3 anos na profissão (COUTO et al, 2019;LEAL et al, 2019;BRAZ;COELHO, 2019). Elias (2017) discute a falta de apoio trabalhista para estas profissionais.…”
Section: Resultsunclassified
“…Vários estudos relatam uma carga horária de oito horas por noite e um tempo de trabalho com menos de 3 anos na profissão (COUTO et al, 2019;LEAL et al, 2019;BRAZ;COELHO, 2019). Elias (2017) discute a falta de apoio trabalhista para estas profissionais.…”
Section: Resultsunclassified
“…Desse modo, podemos levantar a hipótese de que a APS pode ter um efeito positivo nesses indicadores, pois um dos serviços relacionados à saúde reprodutiva ofertado pela APS é o planejamento familiar, que inclui a prescrição de métodos contraceptivos, entre eles o uso de anticoncepcionais hormonais. Sobre isso, Couto et al 38 , em seu estudo com mulheras trabalhadores do sexo, evidenciaram que as mulheres mais jovens (18-34 anos) utilizam mais anticoncepcional hormonal em relação àquelas de maior idade, o que se deve, provavelmente, ao maior acesso e acolhimento nos serviços de saúde.…”
Section: Tabelaunclassified