2000
DOI: 10.1080/016502500383269 View full text |Buy / Rent full text
|
|

Abstract: Behind every challenge is an opportunity. As a milestone for both societal and scientific development, the new millennium highlights the growing challenge of change and diversity. Modelling the agentic self in context is the opportunity it reveals. Developmentalists can seize this opportunity by increasing our emphasis on three aspects of developmental research. First, developmental research can examine the influence of context on development more aggressively to test the generality of developmental mechanisms… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance
Select...
1
1
0
1
0
1

Publication Types

Select...
2

Relationship

0
2

Authors

Journals

0
1
0
1
Order By: Relevance
“…as interações e relações sociais desempenham papel fundamental para a construção da identidade de gênero; c) mudanças ocorridas durante momentos de transição ao longo da vida podem ser promotoras do desenvolvimento da identidade de gênero; d) a não existência de padrões fixos e predeterminados, pois as questões relacionadas ao gênero devem ser analisadas à luz da trajetória de vida do indivíduo, da cultura, da sociedade e do tempo histórico nos quais está inserido; e) a análise das características individuais e universais utilizando como referência a diversidade e complexidade social, e não o normal ou patológico; f) que investigações devem ser conduzidas por estudos longitudinais, sob a ótica interdisciplinar, adotando-se métodos de investigação combinados que possibilitem compreender o contexto global, complexo e multidimensional do fenômeno. No âmbito teórico, é recomendado que sejam utilizadas diferentes abordagens para explicar o fenômeno, necessariamente incluindo abordagens biológicas e sociais; e g) a dinâmica do curso de vida em sua totalidade, incluindo as gerações anteriores e posteriores, investigando os indivíduos inseridos em suas redes ou sistemas de interação social (Aspesi, Dessen & Chagas, 2005;Bueno, 1997;Hartup, 2000;Hatano & Inagaki, 2000;Lerner, Fisher & Weinberg, 2000;Little, 2000).…”
Section: Teoria Do Esquema De Gênerounclassified
Create an account to read the remaining citation statements from this report. You will also get access to:
  • Search over 1.2b+ citation statments to see what is being said about any topic in the research literature
  • Advanced Search to find publications that support or contrast your research
  • Citation reports and visualizations to easily see what publications are saying about each other
  • Browser extension to see Smart Citations wherever you read research
  • Dashboards to evaluate and keep track of groups of publications
  • Alerts to stay on top of citations as they happen
  • Automated reference checks to make sure you are citing reliable research in your manuscripts
  • 7 day free preview of our premium features.

Trusted by researchers and organizations around the world

Over 130,000 students researchers, and industry experts at use scite

See what students are saying

rupbmjkragerfmgwileyiopcupepmcmbcthiemesagefrontiersapsiucrarxivemeralduhksmucshluniversity-of-gavle
“…as interações e relações sociais desempenham papel fundamental para a construção da identidade de gênero; c) mudanças ocorridas durante momentos de transição ao longo da vida podem ser promotoras do desenvolvimento da identidade de gênero; d) a não existência de padrões fixos e predeterminados, pois as questões relacionadas ao gênero devem ser analisadas à luz da trajetória de vida do indivíduo, da cultura, da sociedade e do tempo histórico nos quais está inserido; e) a análise das características individuais e universais utilizando como referência a diversidade e complexidade social, e não o normal ou patológico; f) que investigações devem ser conduzidas por estudos longitudinais, sob a ótica interdisciplinar, adotando-se métodos de investigação combinados que possibilitem compreender o contexto global, complexo e multidimensional do fenômeno. No âmbito teórico, é recomendado que sejam utilizadas diferentes abordagens para explicar o fenômeno, necessariamente incluindo abordagens biológicas e sociais; e g) a dinâmica do curso de vida em sua totalidade, incluindo as gerações anteriores e posteriores, investigando os indivíduos inseridos em suas redes ou sistemas de interação social (Aspesi, Dessen & Chagas, 2005;Bueno, 1997;Hartup, 2000;Hatano & Inagaki, 2000;Lerner, Fisher & Weinberg, 2000;Little, 2000).…”
Section: Teoria Do Esquema De Gênerounclassified
“…Researchers identified, among others, the "Net Generation" 1 , the "Millennials" 2,3,4 or "Me Generation" 5,6 , depending on the main characteristics used to define the generational group. Among these, the Millennials attracted a significant body of research that extended from general characteristics 7,8 , to learning 4 and to work related issues and strategies 9,10 .…”
Section: Introductionmentioning