2012
DOI: 10.1590/s1983-14472012000100014
View full text |Buy / Rent full text
|
Sign up to set email alerts
|

Abstract: RESUMOO estudo buscou analisar a prevalência e interferência da incontinência urinária sobre a vida diária de mulheres de um Centro de Saúde em Fortaleza, Ceará. Estudo transversal, analítico e quantitativo na população (168) que realizou consulta para Hipertensão e/ou Diabetes em setembro de 2009. A coleta de dados ocorreu através de entrevista e aplicação do "International Consultationon Incontinence Questionnaire". Para análise inferencial utilizouse testes qui-quadrado e exato de Fisher. Da análise amostra… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
4
1

Citation Types

0
2
0
8

Year Published

2013
2013
2016
2016

Publication Types

Select...
2
1

Relationship

0
3

Authors

Journals

citations
Cited by 10 publications
(16 citation statements)
references
References 8 publications
(16 reference statements)
0
2
0
8
Order By: Relevance
“…Nos Estados Unidos da América, aproximadamente 13 milhões de adultos já vivenciaram algum episódio de IU e, dentre estes, 11 milhões são mulheres, cerca de 85% 9,10 . No Brasil, estudos epidemiológicos sobre a IU ainda são escassos, destacando-se as pesquisas publicadas por pro ssionais médicos, os quais utilizam métodos para o esclarecimento de diagnósticos, procedimentos terapêuticos e cirúrgicos, sendo menos frequentes investigações que abordem a prevalência e incidência da IU 11,12 .…”
Section: Descriptoresunclassified
“…Em condições normais, a incontinência urinária é mais frequente na população feminina, atingindo aproximadamente 10% da população geral e mais de 30% nas mulheres com mais de 60 anos. Vários fatores contribuem para a incontinência urinária, dentre os quais se destacam a topografia intra-abdominal do colo vesical, os componentes muscular, vascular e a elasticidade passiva da parede uretral, assim como a musculatura e a inervação adequada do assoalho pélvico 1,2 . A Sociedade Internacional de Continência (ICS) refere que o tratamento das diferentes formas de incontinência urinária deve se iniciar sempre pelos procedimentos menos invasivos, sendo o fortalecimento muscular do assolalho pélvico a primeira escolha, por intermédio dos exercícios perineais, dos cones vaginais e da ES 3 .…”
Section: Introductionunclassified
“…Estudos no Brasil também apresentam variações de prevalência (Guarisi et al, 2001;Tamanini et al, 2009;Gomes, Silva, 2010;Santos C, Santos V, 2010;Burti et al, 2012;Menezes et al, 2012;Cinara Sacomori et al, 2013).…”
Section: Introductionunclassified
“…de IU em mulheres com idade predominantemente entre 42 e 59 anos (Menezes et al, 2012). Nesta mesma faixa etária, em Pouso Alegre, Minas…”
Section: Introductionunclassified
See 1 more Smart Citation