2016
DOI: 10.1590/18094449201600470014
View full text |Buy / Rent full text
|
Sign up to set email alerts
|

Abstract: Resumo Este artigo contextualiza e apresenta as reflexões tecidas na mesa “Prazer e perigo: 30 anos de debate”, realizada por ocasião do “Seminário Internacional Repensando Gênero e Feminismos”, que celebrou, em setembro de 2014, os 20 anos do Núcleo de Estudos de Gênero Pagu da Unicamp. Para tanto, procura situar em grandes linhas, os estudos em gênero e sexualidade no Brasil, focaliza a narrativa no modo como se entrelaçam articulações entre gênero e sexualidade na pesquisa sócio-antropológica e indica carac… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
1

Citation Types

0
0
0
2

Year Published

2018
2018
2019
2019

Publication Types

Select...
2

Relationship

0
2

Authors

Journals

citations
Cited by 2 publications
(5 citation statements)
references
References 12 publications
(5 reference statements)
0
0
0
2
Order By: Relevance
“…Facchini 14 presume que a resistência relacionada à procura dos serviços de saúde apresentada pela referida população evidencia a discriminação que ocorre por conta do contexto heterossexual dominante, da falta de qualificação e do preconceito dos trabalhadores da saúde diante dessas demandas. Desta forma, reconheceu-se que a violência e o estigma social sofrido pela orientação sexual e pela identidade de gênero afetam o processo de adoecimento e sofrimento, assim como dificultam o acesso à saúde, à educação, ao lazer, ao trabalho, dentre outros.…”
Section: Discussionunclassified
“…Facchini 14 presume que a resistência relacionada à procura dos serviços de saúde apresentada pela referida população evidencia a discriminação que ocorre por conta do contexto heterossexual dominante, da falta de qualificação e do preconceito dos trabalhadores da saúde diante dessas demandas. Desta forma, reconheceu-se que a violência e o estigma social sofrido pela orientação sexual e pela identidade de gênero afetam o processo de adoecimento e sofrimento, assim como dificultam o acesso à saúde, à educação, ao lazer, ao trabalho, dentre outros.…”
Section: Discussionunclassified
“…Data da década de 1990, também, o crescente interesse acadêmico brasileiro pelo tema "gênero e sexualidade", atingindo, em 2002, seu auge de diversificação e multiplicação (Citeli, 2005;Facchini et al, 2013;Fachinni, 2016). Especificamente na área de educação, um marco histórico foi a aprovação, durante a 27ª Reunião Anual da ANPED, ocorrida em 2004, do Grupo de Trabalho em Gênero, sexualidade e educação (GT-23), ampliando a articulação entre diferentes grupos de pesquisa do país, secretarias de educação, ong e concedendo reconhecimento à área de estudo na Pós-graduação.…”
unclassified