2014
DOI: 10.9788/tp2014.1-17
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Perspectivas de futuro profissional para jovens provenientes de classes socioeconômicas desfavorecidas

Abstract: ResumoO objetivo desse estudo foi investigar as expectativas em relação ao futuro profi ssional de jovens estudantes do ensino médio oriundos de classes socioeconômicas desfavorecidas. Participaram desse estudo 200 estudantes de ensino médio de ambos os sexos que frequentavam duas escolas públicas estaduais no interior do Rio Grande do Sul. A coleta de dados foi realizada coletivamente, em sala de aula, através de um questionário que continha questões abertas e fechadas. Os dados das questões abertas foram sub… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
3
1
1

Citation Types

0
0
0
14

Year Published

2015
2015
2023
2023

Publication Types

Select...
8

Relationship

0
8

Authors

Journals

citations
Cited by 21 publications
(14 citation statements)
references
References 23 publications
(25 reference statements)
0
0
0
14
Order By: Relevance
“…Quando observado isoladamente, a exigência pode ser interpretada como uma atitude fria ou distante emocionalmente; porém, ao se observar juntamente com outras características, tal exigência pode significar atenção, presença e disponibilização de recursos materiais. Tais apontamentos corroboram outros estudos que apresentaram resultados com foco apenas na exigência materna e identificaram que a mãe é percebida como mais exigente que o pai (Magalhães et al, 2012) e que tendem a participar mais dos assuntos ligados à escolha profissional do que a figura paterna (Sobrosa et al, 2014).…”
Section: Discussionunclassified
“…Quando observado isoladamente, a exigência pode ser interpretada como uma atitude fria ou distante emocionalmente; porém, ao se observar juntamente com outras características, tal exigência pode significar atenção, presença e disponibilização de recursos materiais. Tais apontamentos corroboram outros estudos que apresentaram resultados com foco apenas na exigência materna e identificaram que a mãe é percebida como mais exigente que o pai (Magalhães et al, 2012) e que tendem a participar mais dos assuntos ligados à escolha profissional do que a figura paterna (Sobrosa et al, 2014).…”
Section: Discussionunclassified
“…A educação, o trabalho e a família são os principais aspectos presentes nos projetos futuros de adolescentes, no entanto eles são influenciados pelas condições socioeconômicas e culturais presentes nos contextos em que os adolescentes se desenvolvem, uma vez que as oportunidades são vistas por meio das condições sociais concretas que a família e a comunidade oferecem (Sobrosa, Santos, Oliveira, & Dias, 2014). Esse é um aspecto particularmente relevante para a compreensão dos projetos futuros de adolescentes em conflito com a lei, uma vez que grande parte deles vivenciou uma realidade marcada por desigualdades sociais, sendo excluídos dos espaços de cultura, lazer e educação.…”
Section: Proyectos Futuros De Adolescentes Privados De Libertad: Implunclassified
“…Nesta direção, procedeu-se uma busca na ferramenta do "Google Acadêmico" (2016) e nas bases de dados Index Psi, Medline, PubMed, PsycINFO e Scopus com as palavras e/ou expressões-chave: "perspectiva de futuro em crianças", "perspective of future and children", "escala de perspectiva de futuro em crianças" e "perspective of future and children scale", não sendo identificada qualquer publicação relacionada à pesquisa empírica de construção ou adaptação de alguma medida que avaliasse a visão que as crianças têm do futuro. Com exceção dos estudos correlacionais apresentados previamente, tais como a proposta por Günther e Günther (1998, Perceived Life Changes) e que também foi empregada por Oliveira e Saldanha (2010); a medida de Oliveira et al (2003), que é constituída por 36 itens, mas não apresenta estudo que comprove sua adequação psicométrica; a medida de Aguiar e Conceição (2010), que é composta exclusivamente de três questões abertas; e o instrumento de Sobrosa et al, (2014), no qual se consideravam questões abertas e fechadas que investigavam dados sociodemográficos, planos para o futuro dos jovens, motivos para a escolha de cursos técnicos ou universitários e dificuldades percebidas para o prosseguimento dos projetos educacionais e profissionais almejados.…”
Section: Introductionunclassified