volume 31, issue 111, P347-369 2010
DOI: 10.1590/s0101-73302010000200004
View full text
|
Sign up to set email alerts
|
Share

Abstract: RESUMO:O artigo discute a percepção de famílias dos grupos populares sobre o significado do trabalho infantil, apontando o enquadramento moral, cercado de ambiguidades, das decisões tomadas pela geração mais velha de adiar a entrada dos filhos em ocupações remuneradas. Embora suas decisões possam ser explicadas, pelo menos em parte, pela profundidade das transformações nas mentalidades que acompanharam a gênese da percepção da criança como um ser humano em formação e fundamentaram a transformação do trabalho …

Expand abstract

Search citation statements

Order By: Relevance

Citation Types

0
0
0
2

Paper Sections

0
0
0
0
0

Publication Types

0
0
0
0

Relationship

0
0

Authors

Journals