volume 41, issue 9, P1605-1610 2011
DOI: 10.1590/s0103-84782011005000110
View full text
|
Sign up to set email alerts
|
Share

Abstract: Na coturnicultura, os limites das variáveis climáticas, como temperatura e umidade relativa do ar, interferem no desempenho produtivo e bem estar das aves. A temperatura de conforto térmico para codornas está entre 18 e 22°C, sendo que o desconforto térmico pode causar estresse, alterando heterófilos e linfócitos circulantes e a relação heterófilo/linfócito. O objetivo deste trabalho foi estabelecer os níveis de estresse em codornas durante os ciclos de produção com diferentes temperaturas, por meio das altera…

Expand abstract

Search citation statements

Order By: Relevance

Citation Types

0
2
0
9

Paper Sections

0
0
0
0
0

Publication Types

0
0
0
0

Relationship

0
0

Authors

Journals