2020
DOI: 10.1590/s0103-4014.2020.34100.011
View full text |Buy / Rent full text
|
Sign up to set email alerts
|

Abstract: resumo Estima-se que a pandemia do coronavírus (Sars-Covid-19) deverá repercutir de diversas maneiras e intensidades sobre a produção, a distribuição e a oferta de alimentos. Neste artigo discutimos o alcance e a profundidade da crise decorrente do Covid-19 sobre a agricultura e o agronegócio do Brasil e analisamos as repercussões potenciais e os efeitos da sobre a agricultura familiar, o setor de processamento de carnes e a distribuição de alimentos. A metodologia foi baseada na escolha de um conjunto de indi… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
4
1

Citation Types

1
5
0
31

Year Published

2021
2021
2021
2021

Publication Types

Select...
4

Relationship

0
4

Authors

Journals

citations
Cited by 34 publications
(37 citation statements)
references
References 12 publications
(37 reference statements)
1
5
0
31
Order By: Relevance
“…Outro conjunto de estudos reitera algumas das características das novidades anteriormente definidas. A primeira delas é o caráter inovador, uma vez que, na história dos agricultores familiares e de suas organizações sociais, esta forma (digital) de comercializar a produção de alimentos não era utilizada, sendo a maioria das iniciativas recentes, com menos de cinco anos, e as demais estavam em teste e/ou foram aceleradas com a pandemia da Covid-19 (SCHWANKE, 2020;SCHNEIDER et al, 2020). Antes, a interação entre os atores nos mercados locais e territoriais, geralmente desenvolvia-se pela proximidade socioespacial.…”
Section: Mercados Cadeias Curtas Agroalimentares E a Novidade Dos Canais De Comercialização Digitais Da Agricultura Familiarunclassified
See 1 more Smart Citation
“…Outro conjunto de estudos reitera algumas das características das novidades anteriormente definidas. A primeira delas é o caráter inovador, uma vez que, na história dos agricultores familiares e de suas organizações sociais, esta forma (digital) de comercializar a produção de alimentos não era utilizada, sendo a maioria das iniciativas recentes, com menos de cinco anos, e as demais estavam em teste e/ou foram aceleradas com a pandemia da Covid-19 (SCHWANKE, 2020;SCHNEIDER et al, 2020). Antes, a interação entre os atores nos mercados locais e territoriais, geralmente desenvolvia-se pela proximidade socioespacial.…”
Section: Mercados Cadeias Curtas Agroalimentares E a Novidade Dos Canais De Comercialização Digitais Da Agricultura Familiarunclassified
“…No meio destes dois grupos sociais extremos, estão os AFs que produzem uma grande diversidade de alimentos e produtos agropecuários, em pequena e média escala, comercializando os excedentes via mercados de proximidade social e territoriais. Estes foram os agricultores mais afetados pela pandemia, por terem sido expostos aos problemas citados nos parágrafos anteriores (SCHNEIDER et al, 2020). Entretanto, eles já vinham se organizando para o comércio eletrônico, juntamente com suas organizações sociais e, provavelmente, vão ampliar sua participação nos espaços virtuais de distribuição de alimentos, que se expandem em todos os setores.…”
Section: Introductionunclassified
“…Uma boa alternativa para redução dos problemas relativos a comercialização de alimentos em tempos de crises sanitárias é o uso sustentável de matérias-primas locais que ao mesmo tempo que reduzem a dependência de alimentos externos favorece o desenvolvimento das comunidades locais, gerando emprego e renda para diversas famílias (Amorim et al, 2020;Schneider et al, 2020).…”
Section: Introductionunclassified
“…On the demand side, the system is also flawed, especially in the fact that the food is almost exclusively delivered to those who can afford it. Supermarkets and grocery stores need to have products to offer, but above all one must not forget that those citizens who do not have a pantry at home should not be denied access to food (Schneider et al, 2020).…”
Section: Introductionmentioning
confidence: 99%