2005
DOI: 10.1590/s0102-311x2005000600027 View full text |Buy / Rent full text
|
|

Abstract: In recent decades the Brazilian population has undergone intense changes in its nutritional conditions, especially with an increase in obesity. According to the National Survey on Health and Nutrition in 1989, 32.0% of adults were overweight. However, distribution of the problem is not homogeneous. The highest prevalence occurs among poor women in the Southeast. Understanding this apparent paradox requires the search for approaches capable of overcoming simplistic interpretations about eating practices. Thus, … Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance
Select...
3
1
1
0
2
0
10

Year Published

2013
2013
2017
2017

Publication Types

Select...
3

Relationship

1
2

Authors

Journals

0
2
0
10
Order By: Relevance
“…Constatamos que as mulheres estabeleciam estratégias de consumo alimentar que incluíam a predileção por um cardápio monótono, composto por alimentos calóricos à base de farinhas, açúcares e gorduras. Esse padrão tem sido uma tendência nos grupos de baixa renda, conforme revelam outros estudos (Canesqui, 1976;Canesqui, Garcia, 2005;Magalhães, 2005;Ibase, 2008). A seleção de gêneros densos, com alto poder de saciedade, era compreendida pela ameaça de fome e escassez que é permanente nesses segmentos.…”
Section: Sentidos E Significados Das Práticas Alimentaresunclassified
See 2 more Smart Citations
Create an account to read the remaining citation statements from this report. You will also get access to:
  • Search over 1.2b+ citation statments to see what is being said about any topic in the research literature
  • Advanced Search to find publications that support or contrast your research
  • Citation reports and visualizations to easily see what publications are saying about each other
  • Browser extension to see Smart Citations wherever you read research
  • Dashboards to evaluate and keep track of groups of publications
  • Alerts to stay on top of citations as they happen
  • Automated reference checks to make sure you are citing reliable research in your manuscripts
  • 7 day free preview of our premium features.

Trusted by researchers and organizations around the world

Over 130,000 students researchers, and industry experts at use scite

See what students are saying

rupbmjkragerfmgwileyiopcupepmcmbcthiemesagefrontiersapsiucrarxivemeralduhksmucshluniversity-of-gavle
“…Constatamos que as mulheres estabeleciam estratégias de consumo alimentar que incluíam a predileção por um cardápio monótono, composto por alimentos calóricos à base de farinhas, açúcares e gorduras. Esse padrão tem sido uma tendência nos grupos de baixa renda, conforme revelam outros estudos (Canesqui, 1976;Canesqui, Garcia, 2005;Magalhães, 2005;Ibase, 2008). A seleção de gêneros densos, com alto poder de saciedade, era compreendida pela ameaça de fome e escassez que é permanente nesses segmentos.…”
Section: Sentidos E Significados Das Práticas Alimentaresunclassified
“…Notou-se em muitas situações que a escolha alimentar era pautada nas "necessidades" da família, de acordo com o que o "dinheiro permitia comprar". Nesse contexto, verificamos ser menor a margem para escolhas alimentares nos segmentos estudados (Canesqui, 1976;Magalhães, 2005;Ferreira et al, 2010;Ibase, 2008).…”
Section: Sentidos E Significados Das Práticas Alimentaresunclassified
See 1 more Smart Citation
“…Se podemos tomar como exemplo, no polo situado no extremo do nosso tema de estudo, as percepções patológicas acerca do corpo, veremos que os aspectos do corpo, que são colocados em evidência nos TCA e na obesidade, em contextos culturais e históricos diferentes (Ferreira, Magalhães, 2005), não são os mesmos, ainda que o fenômeno (nesse caso, o comportamento alimentar) possa se apresentar de forma muito semelhante. Estudos mostram que a questão relacionada à fobia do peso, ou ao pavor da gordura, não está presente em todas as culturas como um sintoma relevante.…”
Section: Perspectiva Teórico-metodológicaunclassified
“…1 Soma-se a essas mudanças o forte incremento da obesidade e comorbidades no Brasil, 2 em particular, entre grupos da sociedade que passaram a consumir produtos menos acessíveis até bem pouco tempo atrás, 3 caracterizando alguns sinais de novos habitus alimentares e sociais, 4-7 a disseminação de conhecimentos científicos na sociedade por meio de magazines nos quais imperam as regras de mercado 8 e o significativo papel da mídia na construção de símbolos, desejos e necessidades, alavancando um consumo cada vez mais diversificado e promovendo novos valores e práticas relativamente à alimentação e à saúde. 9,10 Alguns fenômenos vêm sendo problematizados nos estudos que tomam produtos produzidos pela mídia, entre estes as revistas, como material empírico para colocar em exame relações sociais mediadas pela comida, entre as quais, aquelas que envolvem presença de disseminação de dietas e de produtos para emagrecimento.…”
Section: Introductionunclassified