2015
DOI: 10.1590/1983-682120158166 View full text |Buy / Rent full text
|
|

Abstract: Resumo Este artigo discute, em diálogo com passagens selecionadas de Machado de Assis, o que pode condensar, na contemporaneidade, o nome próprio Valongo, lugar de desembarque de centenas de milhares de africanos e onde operou, no Rio de Janeiro, o maior mercado de escravos do Brasil Colônia e Império. Esquecido dos mapas e do imaginário da cidade por quase duzentos anos, o Valongo foi "redescoberto" arqueologicamente no ano de 2011, no seio de uma ampla reforma urbanística da área portuária carioca, o projeto… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance
0
0
0
0
0
0
1
0

Publication Types

Select...

Relationship

0
0

Authors

Journals