volume 1, issue 1, P148-170 2020
DOI: 10.20396/rhac.v1i1.13677
View full text
|
|
Share

Abstract: Se, no século XIX, o retrato era a principal aplicação da fotografia, sua realização não estava isenta de uma vontade de contribuir com a ideia de uma nação brasileira civilizada se valendo de uma construção a partir de elementos simbólicos. Assim, não é possível deixar de observar que, ao pressuposto de testemunho fiel, soma-se uma série de ambiguidades. O realismo ganharia tom ficcional pelo modo como os estúdios fotográficos atuariam tentando aliar a ideia de um país que se pretendia civilizado a uma tradiç…

Expand abstract

Search citation statements

Order By: Relevance

Citation Types

0
0
0

Paper Sections

0
0
0
0
0

Publication Types

0
0
0
0

Relationship

0
0

Authors

Journals