2011
DOI: 10.1590/2237-266021512
View full text |Buy / Rent full text
|
Sign up to set email alerts
|

Abstract: RESUMO -O Entrelaçamento dos Estudos Modernos daPerformance e as Correntes Atuais em Antropologia -Este texto propõe uma discussão da relação entre a Performance, o Teatro e a Antropologia. Apresentam-se as origens das relações entre performance e antropologia, elencando as principais ideias dos pioneiros norte-americanos e franceses. Comparam-se os relacionamentos entre artistas e antropólogos como Richard Schechner e Victor Turner, Eugenio Barba e Kirsten Hastrup. Por fim, problematiza-se os movimentos e as … Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
2

Citation Types

0
2
0
3

Year Published

2017
2017
2021
2021

Publication Types

Select...
2
1

Relationship

0
3

Authors

Journals

citations
Cited by 5 publications
(5 citation statements)
references
References 4 publications
(5 reference statements)
0
2
0
3
Order By: Relevance
“…Marvin Carlson (2011) remarks on the 1970s confluence of the works of experimental theatrologist Richard Schechner and those of Victor Turner, Edith Turner, Erving Goffman, Konrad Lorenz, Jane van Lawick-Goodall, and Ray Birdwhistell. A fertile interdisciplinary, academic and artistic exchange took place during this period, resulting in events, publications, and spectacles and constituting a veritable inaugural moment of Performance Studies.…”
Section: Between Social Dramas and Performancesmentioning
confidence: 99%
“…Both Carlson (2011) and Cavalcanti (2013) accentuate a common dissatisfaction of this set of authors belonging to the context of the 1970s, moving them closer to the post-modern turn in anthropology, a movement that found characteristic expression in Clifford and Marcus' (1986) key work. While the publications From ritual to theatre (1982), and the post-humous volumes The anthropology of experience and The anthropology of performance, from 1986 and 1987, manifest their annoyance with academic rationalization and authoritarianism, they also mark a thematic turning point regarding Western performance, yet gesture toward decontextualized theorizations 9 , universalizing in character.…”
Section: Between Social Dramas and Performancesmentioning
confidence: 99%
“…Já no final dos anos de 1980, observou-se uma mudança de paradigma em relação ao conceito de antropologia da performance, em grande parte impulsionada por Johannes Fabian que, no seu artigo Power and Performance (1990), defende um conceito de antropologia da performance mais radical relativamente às contribuições de Victor Turner. Se Turner se focava mais na forma dramática ou performativa das erupções sociais e culturais, concebendo-as de um modo discursivo, Fabian defendia que o conhecimento cultural está muito mais relacionado com a prática do que com o discurso, sendo apenas possível de ser compreendido, não através da narração, mas da sua encenação, defendendo assim uma etnografia com maior ênfase na participação, no conhecimento corporal e na experiência vivida, o que levou a que a ênfase de Turner nas metáforas do drama e do teatro perdessem um pouco a sua centralidade (Carlson, 2011). Este retorno ao «corpo» vir-se-ia também a destacar no trabalho de Eugénio Barba, um (Carlson, 2011).…”
unclassified
“…Se Turner se focava mais na forma dramática ou performativa das erupções sociais e culturais, concebendo-as de um modo discursivo, Fabian defendia que o conhecimento cultural está muito mais relacionado com a prática do que com o discurso, sendo apenas possível de ser compreendido, não através da narração, mas da sua encenação, defendendo assim uma etnografia com maior ênfase na participação, no conhecimento corporal e na experiência vivida, o que levou a que a ênfase de Turner nas metáforas do drama e do teatro perdessem um pouco a sua centralidade (Carlson, 2011). Este retorno ao «corpo» vir-se-ia também a destacar no trabalho de Eugénio Barba, um (Carlson, 2011). No entanto, a antropologia teatral de Barba, ao contrário dos Estudos da Performance, não se foca no estudo das tradições performativas no seu contexto sócio-cultural e muito menos utiliza uma lente teórica performativa na análise dos fenómenos humanos, mas trata-se antes do estudo de um «comportamento cénico pré-expressivo» no qual assentariam os diferentes géneros, papéis e tradições culturais, procurando assim por princípios comuns de performance (Barba, 1995).…”
unclassified
“…O prisma de sua análise é o teatro, ressaltando sempre a relação de interação entre os performers e a audiência.A interlocução entre as ideias de Turner e Schechner consolidou-se, de fato, numa valiosa parceria intelectual que gerou inúmeras publicações e organização de diversos eventos conjuntos, que marcaram a fundação dos chamados Estudos da Performance. (cf Carlson, 2011;Silva, 2005a;…”
unclassified