2010
DOI: 10.1590/s1676-06032010000300038
View full text |Buy / Rent full text
|
Sign up to set email alerts
|

Abstract: Resumo: O caramujo africano invasor Achatina fulica foi introduzido no Brasil a partir de Estados do Sul e Sudeste em pelo menos três ocasiões. Atualmente sua distribuição já abrange 24 dos 26 estados e o Distrito Federal. Populações densas dessa espécie vêm causando incômodos à populações humanas, danos à jardins e pequenas plantações, além de atuarem como transmissoras de duas zoonoses (angiostrongilíase abdominal e meningoencefalite eosinofílica) e outras parasitoses de interesse veterinário. No presente es… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
2
1
1
1

Citation Types

0
28
0
8

Year Published

2012
2012
2016
2016

Publication Types

Select...
3

Relationship

0
3

Authors

Journals

citations
Cited by 29 publications
(36 citation statements)
references
References 15 publications
(36 reference statements)
0
28
0
8
Order By: Relevance
“…A. abstrusus larvae were found in A. fulica specimens from Brazil's Northeast Midwest and Southeast regions, excepting the northern and southern regions (Zanol et al 2010).…”
Section: Resultsmentioning
confidence: 96%
“…A. abstrusus larvae were found in A. fulica specimens from Brazil's Northeast Midwest and Southeast regions, excepting the northern and southern regions (Zanol et al 2010).…”
Section: Resultsmentioning
confidence: 96%
“…Em 2010, segundo Zanol et al (2010), apenas nove, entre os 92 municípios do estado do Rio de Janeiro, ainda não registravam a presença do caramujo africano: Areal, Bom Jardim, Cambuci, Duas Barras, Engenheiro Paulo de Frontin, Macuco, Rio das Flores, Sumidouro e Varre-Sai. Entre os municípios livres do caramujo africano naquela data, estava Cambuci e Varre-Sai, ambos da mesorregião noroeste fluminense.…”
Section: Distribuição Do Caramujo Africano No Norte-noroeste Fluminenseunclassified
“…Anfíbios, répteis, pássaros e pequenos mamíferos podem ser hospedeiros paratênicos. Gatos se infectam quando ingerem o hospedeiro intermediário ou o paratênico infectados pelas larvas de terceiro estádio (L3) (ZANOL et al, 2010;ANDRADE-PORTO et al, 2012).…”
Section: Aelurostrongylus Abstrusus (Railliet 1898)unclassified
“…A espécie africana surgiu como uma boa opção aos criadores por apresentar vantagens, como a maior adaptação ao clima dos trópicos, facilitando a criação e a redução no tempo de crescimento individual e populacional, resultando em maior produção. A perda de interesse na criação, motivada principalmente pelo baixo retorno financeiro e pelas dificuldades para escoação da produção, levou alguns criadores a abandonarem exemplares no ambiente, acarretando sua rápida dispersão pelo território brasileiro (Zanol et al, 2010).…”
Section: Introductionunclassified
“…Contudo, estudos sobre a atividade de plantas moluscicidas em moluscos terrestres são pouco comuns, apesar de sua grande importância parasitológica e agrícola. As semelhanças anatomofisiológicas entre espécies de moluscos aquáticos e terrestres sugerem que estratégias de controle químico possam ter eficiência semelhante para os dois grupos de invertebrados (Pinheiro;Cortez, 2003;Afonso-Neto et al, 2010;Zanol et al, 2010).…”
Section: Introductionunclassified