2019
DOI: 10.1590/1413-81232018242.12882017 View full text |Buy / Rent full text
|
|

Abstract: Resumo Escoliose idiopática do adolescente (EIA) atinge de 2% a 4% de jovens no Brasil. Repetidas exposições aos exames radiológicos, no acompanhamento desta deformidade, podem ser danosos à saúde. O objetivo deste estudo é apresentar um protocolo de fotogrametria, como método não ionizante para quantificação da escoliose, e relacioná-lo ao método radiológico de Cobb. Dezesseis indivíduos portadores de escoliose idiopática (21,4 ± 6,1 anos de idade e 19,8±0,2 de índice de massa corporal) foram submetidos à rad… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance
Select...
0
0
0
2

Publication Types

Select...

Relationship

0
0

Authors

Journals