2001
DOI: 10.1590/s1676-24442001000400010
| View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Abstract: Reitoria de Graduação-UFMG. 4. Médico patologista; mestrando do curso de pós-graduação em Patologia da UFMG. 5. Médica; ex-bolsista do Programa

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
3
1

Citation Types

0
0
0
4

Year Published

2007
2007
2018
2018

Publication Types

Select...
4

Relationship

0
4

Authors

Journals

citations
Cited by 4 publications
(4 citation statements)
references
References 21 publications
0
0
0
4
Order By: Relevance
“…Essa intervenção geralmente é realizada quando o paciente é submetido a procedimento cirúrgico decorrente de neoplasia intestinal. O carcinoma de tipo intestinal é o principal tipo de tumor encontrado em populações de alto risco, acomete mais homens que mulheres, com faixa etária em torno dos 60 anos 10 .…”
Section: Discussionunclassified
“…Essa intervenção geralmente é realizada quando o paciente é submetido a procedimento cirúrgico decorrente de neoplasia intestinal. O carcinoma de tipo intestinal é o principal tipo de tumor encontrado em populações de alto risco, acomete mais homens que mulheres, com faixa etária em torno dos 60 anos 10 .…”
Section: Discussionunclassified
“…A gastrite crônica atrófica e a ulceração são apontadas como fatores preditivos para a etiologia tumoral gástrica, uma vez que podem se encontrar associados com a metaplasia intestinal, processo caracterizado pela presença de um epitélio com características morfológicas e bioquímicas do epitélio intestinal, podendo comprometer a funcionalidade do órgão [8,30]. A presença de ulceração acompanhou 83,3% dos ACGs, sendo que lesão estava associada principalmente ao tipo intestinal, correspondendo a 48,8% dos laudos.…”
Section: Discussionunclassified
“…Demonstramos que o EB, ao contrário do que ocorre na gastrite crônica atrófica (24) , é constituído por MI homogênea em relação ao tipo (sempre incompleto) e à secreção de sulfomucinas. A nítida diferença no padrão morfológico da MI nos dois órgãos sugere que o conceito de risco relacionado ao subtipo de MI reconhecido para a mucosa gástrica não deve ser transposto para o esôfago.…”
Section: Discussionunclassified