2019
DOI: 10.1590/18094449201900570007
View full text
|
Sign up to set email alerts
|
Share

Abstract: Resumo Este artigo propõe analisar, à luz da história cultural, as mudanças nas relações de gênero durante as décadas de 1920 a 1940, período de grande modernização do Rio de Janeiro. As fontes selecionadas para análise foram as vozes de médicos em periódicos científicos; cartas abertas de conselheiros em colunas sentimentais; e cartas de leitores de revistas de variedades. De novidade, o artigo sublinha o papel das “modernistas”, uma das muitas categorias construídas no contexto da redefinição dos papéis soci…

Expand abstract