2011
DOI: 10.1590/s0103-65642011005000037
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Limites da representação na metapsicologia freudiana

Abstract: Este artigo objetiva analisar os limites da teoria da representação na metapsicologia freudiana. É um trabalho de pesquisa teórico-conceitual da psicanálise, por meio de uma metodologia de análise histórica e epistemológica dos textos de Freud. A metapsicologia freudiana fundamenta-se em uma teoria das pulsões que é tributária dos princípios de uma teoria da representação mental. Porém, as alterações exigidas pela introdução dos conceitos de narcisismo e de identificação, além do reconhecimento da compulsão à … Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
1
1
1
1

Citation Types

0
0
0
30

Year Published

2015
2015
2022
2022

Publication Types

Select...
7
2

Relationship

3
6

Authors

Journals

citations
Cited by 11 publications
(30 citation statements)
references
References 2 publications
0
0
0
30
Order By: Relevance
“…Segundo Campos (2014), não se pode afirmar que o objeto da pulsão de autoconservação não seja variável em alguma medida, como afirma categoricamente Garcia-Roza. O argumento deste autor, retoma a apresentação feita por Freud do comportamento inicial das pulsões, que estariam todas, a priori, submetidas ao princípio do prazer.…”
Section: A Legitimidade Da Autoconservação Como Pulsãounclassified
“…Segundo Campos (2014), não se pode afirmar que o objeto da pulsão de autoconservação não seja variável em alguma medida, como afirma categoricamente Garcia-Roza. O argumento deste autor, retoma a apresentação feita por Freud do comportamento inicial das pulsões, que estariam todas, a priori, submetidas ao princípio do prazer.…”
Section: A Legitimidade Da Autoconservação Como Pulsãounclassified
“…Isso porque a sublimação, seguindo o percurso de teorização que tem sido mostrado, é um processo que envolve a possibilidade de manutenção dos objetos da pulsão sexual recalcada por meio de uma transformação em suas metas. Desse modo, cabe apontar que os quatros destinos descritos por Freud se articulam em pares (Loffredo, 2014;Green, 2010), com o recalque e a sublimação emergindo como os pares privilegiados para a compreensão da dinâmica do aparelho psíquico, no âmbito do registro edípico, enquanto os outros dois destinos sucumbem pela falha de articulação ao registro narcísico (Campos, 2014). De qualquer forma, o texto é um ponto de chegada importante na teorização, já que taxativamente distingue entre sublimação e recalque como destinos distintos, embora articulados.…”
Section: Primeiro Tempo: Dessexualizaçãounclassified
“…Esse esquema, por sua vez, é tributário de uma visão psicológica e psiquiátrica das funções mentais, de cunho mecanicista e associacionista, mas que prescinde de uma posição realista. Muitos comentadores (Loffredo, 2004;Campos, 2014)…”
Section: Resenhaunclassified