2015
DOI: 10.1590/s0104-12902015131966
View full text |Buy / Rent full text
|
Sign up to set email alerts
|

Abstract: ResumoNa sociedade contemporânea, a intensificação do trabalho representa, cada vez mais, um mal-estar, manifesto em problemas de saúde dos trabalhadores. Como problemática da Saúde Coletiva/Saúde do Trabalhador, o objeto "intensificação do trabalho e saúde" pode ser estudado nas práticas específicas de exploração e expropriação do conhecimento técnico e social do trabalhador tendentes a confrontar sua capacidade coletiva, visto que o enfraquecimento da dimensão coletiva está a desencadear múltiplas manifestaç… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
1
1
1
1

Citation Types

0
2
0
20

Year Published

2016
2016
2018
2018

Publication Types

Select...
3

Relationship

1
2

Authors

Journals

citations
Cited by 17 publications
(22 citation statements)
references
References 8 publications
(22 reference statements)
0
2
0
20
Order By: Relevance
“…Para Kantachuvessiri et al (2005) foi significante a associação entre estresse e a maior ingestão de alimentos (p=0,003), Nishitani e Sakakibara (2006) sobre o estresse e as demandas elevadas no trabalho e Toyoshima et al (2009) a importância sobre os cuidados com o desequilíbrio alimentar e a maior facilidade em adquirir ganho de peso nas pessoas que apresentavam maior nível de estresse e consecutivamente a evidência sobre a possível associação de estresse no trabalho com distúrbios metabólicos e hipertensão (DJINDJIC et al, 2012) Nas questões socioeconômicas, estudos demonstraram o estresse relacionado ao desemprego. A elevada procura de trabalho tende a submeter o trabalhador a executar tarefas além de sua capacidade física e mental (NISHITANI; SAKAKIBARA, 2006;PINA;STOTZ, 2015). Portanto, quando existe uma baixa demanda de emprego e uma grande quantidade de esforço no ambiente de trabalho, seja física ou intelectual, as resultantes apresentaram-se para uma maior tendência de elevados indices de massa corporal (IMC) (KOUVONEN, 2005;LOMBARDI et al, 2012).…”
Section: Resultsunclassified
See 1 more Smart Citation
“…Para Kantachuvessiri et al (2005) foi significante a associação entre estresse e a maior ingestão de alimentos (p=0,003), Nishitani e Sakakibara (2006) sobre o estresse e as demandas elevadas no trabalho e Toyoshima et al (2009) a importância sobre os cuidados com o desequilíbrio alimentar e a maior facilidade em adquirir ganho de peso nas pessoas que apresentavam maior nível de estresse e consecutivamente a evidência sobre a possível associação de estresse no trabalho com distúrbios metabólicos e hipertensão (DJINDJIC et al, 2012) Nas questões socioeconômicas, estudos demonstraram o estresse relacionado ao desemprego. A elevada procura de trabalho tende a submeter o trabalhador a executar tarefas além de sua capacidade física e mental (NISHITANI; SAKAKIBARA, 2006;PINA;STOTZ, 2015). Portanto, quando existe uma baixa demanda de emprego e uma grande quantidade de esforço no ambiente de trabalho, seja física ou intelectual, as resultantes apresentaram-se para uma maior tendência de elevados indices de massa corporal (IMC) (KOUVONEN, 2005;LOMBARDI et al, 2012).…”
Section: Resultsunclassified
“…O comprometimento mental e físico do trabalhador tornou-se gradativamente mais exigido principalmente com as novas diretrizes na gestão da produção industrial e nas demandas e competências profissionais, uma vez que o compromisso para com aqueles que lhes confiou todo o esforço físico e o seu capital intelectual parece ter sido progressivamente reduzido (BOHLE et al, 2004;PINA;STOTZ, 2015).…”
Section: Introductionunclassified
“…Numa visão socioeconômica, os pesquisadores relacionaram o estresse com as demandas associadas ao desemprego, na qual a elevada procura de trabalho tende a submeter o trabalhador a executar tarefas além de sua capacidade física e mental (PINA; STOTZ, 2015;NISHITANI;SAKAKIBARA, 2006). Portanto, quando existe uma baixa demanda de emprego e uma grande quantidade de esforço no ambiente de trabalho, seja física ou intelectual, as resultantes se apresentam para uma maior tendência de elevado IMC (KOUVONEN et al, 2005).…”
Section: Influência Do Fator Socioeconômicounclassified
“…As metas projetando o volume de produtos resultaram em maiores ritmos de trabalho e cobranças contínuas aos trabalhadores (PINA; STOTZ, 2015). A intensificação do trabalho com maiores ritmos estabeleceram conexões com os efeitos deletérios em termos de danos à saúde.…”
Section: Página | 304 Desequilíbrio Esforço-recompensa (Eri) E Intercunclassified
“…No entanto, como salienta Pina 28 , a abordagem desgaste-reprodução 27 encontra limites teórico-metodológicos. A noção de carga de trabalho está marcada pelas ideias de Gardell, uma das referências teóricas do modelo demanda-controle (D-C) de investigação do estresse no trabalho.…”
Section: Estes Versos Prá Vocêunclassified