volume 10, issue 1, P108-120 2008
DOI: 10.1590/s1517-106x2008000100008
View full text
|
Sign up to set email alerts
|
Share

Abstract: Em uma carta de Junho de 1912 a Ferenczi, Freud antecipa àquele que era, então, um de seus discípulos mais próximos, as principais conclusões a que chegara para O Motivo da Escolha do Cofre.* Decorrido pouco mais de um ano, em outra carta, Freud faz ao mesmo Ferenczi uma pequena confi dência:Sabe que, este ano, não convidei os Emden[s], por mais amável que seja a sua companhia, para ter algumas semanas em Marienbad, liberado de análises. Minha relação mais próxima será minha fi lha menor, 1 que agora se desen…

Expand abstract