2014
DOI: 10.1590/0102-311x00218113
View full text |Buy / Rent full text
|
Sign up to set email alerts
|

Abstract: Fraturas de fêmur em pessoas com idade igual ou superior a 60 anos (idosos) representam um grande impacto para a saúde pública, e estão associadas à elevada morbimortalidade e grandes custos socioeconômicos. Buscou-se descrever temporal e espacialmente os casos de fratura de fêmur em idosos de todas as regiões do país, por sexo, em um período de cinco anos. Foram realizadas descrições de série temporal e espacial bayesiana, baseadas em dados obtidos do Sistema de Informações Hospitalares do Sistema Único de Sa… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
2
1
1
1

Citation Types

1
7
0
27

Year Published

2017
2017
2020
2020

Publication Types

Select...
4
1

Relationship

0
5

Authors

Journals

citations
Cited by 32 publications
(29 citation statements)
references
References 28 publications
(29 reference statements)
1
7
0
27
Order By: Relevance
“…At the same time, the association of the functional decline of the elderly with falls and fractures is a commonly discussed theme in studies in geriatrics and gerontology 15,16 . In addition, death due to post-fracture hospitalization has attracted the attention of researchers, especially as such events have intensified in age groups younger than 75 years 17,18 .…”
Section: Resultsmentioning
confidence: 99%
“…At the same time, the association of the functional decline of the elderly with falls and fractures is a commonly discussed theme in studies in geriatrics and gerontology 15,16 . In addition, death due to post-fracture hospitalization has attracted the attention of researchers, especially as such events have intensified in age groups younger than 75 years 17,18 .…”
Section: Resultsmentioning
confidence: 99%
“…O presente estudo demonstrou uma maior prevalência do sexo feminino em relação ao masculino na ocorrência da fratura de fêmur nos dois grupos comparativos, tal resultado também foi encontrado em estudos publicados por Cooper et al (2011) e Soares et al (2014). Para Arndt et al (2011) e Edelmuth et al (2018), o predomínio desse tipo de fratura em mulheres justifica-se pela diminuição da densidade mineral óssea se iniciar antecipadamente no sexo feminino após a menopausa, somado ao fato de as mulheres atingirem o pico de potência muscular antes do sexo masculino e, assim, sofrerem seu declínio primeiramente.…”
Section: Discussionunclassified
“…Esse fato possivelmente tem relação com o processo de envelhecimento e suas mudanças, que vão desde alterações fisiológicas na constituição musculoesquelética, como perda de massa muscular, atrofia e enfraquecimento ósseo, até o aparecimento de doenças crônicas e traumas comuns à idade, como osteoporose e fratura de fêmur 8, 9 .…”
Section: Discussionunclassified