2021
DOI: 10.1590/1983-68212021142
View full text
|
Sign up to set email alerts
|
Share
ROGÉRIO FERNANDES DOS SANTOS

Abstract: Resumo O artigo busca resgatar o lugar ocupado por Helena (1876), de Machado de Assis, e O Cabeleira (1876), de Franklin Távora, no campo literário da década de 1870. Para tanto, analisa a recepção dos romances no periódico Ilustração Brasileira, no qual é possível mapear o início do diálogo entre Machado e Távora quanto aos rumos da literatura nacional. Com isso, propõe uma leitura do gênero romance derivada da comparação da recepção de projetos literários em disputa, buscando restabelecer a relação entre lei…

Expand abstract