volume 10, issue 39, P211 2012
DOI: 10.20396/rho.v10i39.8639727
View full text
|
|
Share

Abstract: Este artigo problematiza a ação da Escola Nacional Florestan Fernandes para o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, tendo em vista a formação de seus militantes e as  estratégias políticas adotadas na luta contra a lógica do projeto de sociedade vigente. Pretende-se debater as reflexões sobre a importância da educação nos movimentos sociais organizados pela classe trabalhadora, no que diz respeito aos aspectos relevantes em torno da luta pela emancipação político-ideológica dos trabalhadores.

Search citation statements

Order By: Relevance

Citation Types

0
0
0

Paper Sections

0
0
0
0
0

Publication Types

0
0
0
0

Relationship

0
0

Authors

Journals