2013
DOI: 10.1590/s0303-76572013000100014
View full text |Buy / Rent full text
|
Sign up to set email alerts
|

Abstract: ResumoIntrodução: As Lesões por Esforços Repetitivos/Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (LER/DORT) causam afastamento do trabalho de uma grande parcela de trabalhadores. Objetivo: Entender e sistematizar de que forma os fatores relacionados ao retorno ao trabalho (RT) de trabalhadores acometidos por LER/DORT são descritos na literatura como facilitadores ou barreiras. Méto-dos: Revisão crítica de literatura do período de janeiro de 2005 a outubro de 2010 disponível nas bases Lilacs, MedLine e … Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
4
1

Citation Types

0
6
0
36

Year Published

2014
2014
2017
2017

Publication Types

Select...
3

Relationship

0
3

Authors

Journals

citations
Cited by 32 publications
(42 citation statements)
references
References 40 publications
(43 reference statements)
0
6
0
36
Order By: Relevance
“…Acrescido da falta de motivação tem-se a ausência de interesse das empresas em transformar as situações de trabalho. Saldanha et al 11 enfatizam que esta ausência de modificações no posto e na organização do trabalho dificulta o retorno, a permanência do trabalhador e o coloca frente a um novo risco de afastamento. O estudo de Cestari e Carlotto 17 descreveu a existência de empresas que reinserem o funcionário apenas para cumprir exigências legais.…”
Section: Discussionunclassified
“…Acrescido da falta de motivação tem-se a ausência de interesse das empresas em transformar as situações de trabalho. Saldanha et al 11 enfatizam que esta ausência de modificações no posto e na organização do trabalho dificulta o retorno, a permanência do trabalhador e o coloca frente a um novo risco de afastamento. O estudo de Cestari e Carlotto 17 descreveu a existência de empresas que reinserem o funcionário apenas para cumprir exigências legais.…”
Section: Discussionunclassified
“…Nas últimas décadas temos vivenciado a expansão da globalização capitalista neoliberal, marcada por colocar a maioria dos seres humanos debaixo de múltiplas situações de instabilidades e inseguranças, podendo levar à violação sistemática dos direitos do trabalhador, acarretando em precarização do trabalho e em desigualdades sociais (SILVA, 2011). Em um cenário de crescente aumento no número de afastados do trabalho e de dependentes dos sistemas de seguridade social, estudos sobre o retorno ao trabalho são importantes (SALDANHA et al, 2013).…”
Section: Introductionunclassified
“…Há barreiras que influenciam no retorno ao trabalho, como a ineficiência do programa de reabilitação profissional, as limitações funcionais decorrentes do adoecimento, alguns aspectos da organização do trabalho, obstáculos vivenciados pelos sujeitos nas empresas, no INSS e nos serviços de saúde, e os mecanismos de comunicação insuficientes entre os serviços, sistemas e políticas preventivas, assistenciais e previdenciárias (TOLDRÁ et al, 2010;SALDANHA et al, 2013). Porém, também existem fatores que podem atuar como facilitadores no retorno ao trabalho, por exemplo: a ajuda profissional dentro do ambiente de trabalho, a flexibilização da jornada de trabalho, além de uma adaptação das novas funções, devido ao fato de que a presença de atividades inadequadas às capacidades dos trabalhadores acarreta em uma piora do quadro clínico das LER/DORT (SALDANHA et al, 2013).…”
Section: Introductionunclassified
See 1 more Smart Citation
“…Outros sintomas incluem adormecimento, alterações neurovegetativas, tróficas e outras anormalidades sensitivas e motoras regionais (3) , além de transtornos psicológicos e isolamento físico. É nesse momento que se torna significativo o apoio social, de familiares, profissionais de saúde, amigos, colegas e vizinhos no auxílio da recuperação e de enfrentamento da doença (4,10) . As principais ações propostas no campo da prevenção e controle das doenças ocupacionais levam em conta a possibilidade da promoção da saúde no ambiente de trabalho, determinando as condições de risco, a caracterização e a quantificação dos fatores de risco, atingindo as empresas, os órgãos públicos e o mercado informal (11) .…”
Section: Introductionunclassified