2014
DOI: 10.1590/s0100-736x2014000300003
View full text |Buy / Rent full text
|
Sign up to set email alerts
|

Abstract: Pesq. Vet. Bras. 34(3):211-216, março 2014 211 RESUMO. No Brasil, dados relacionados com a ocorrência de neoplasias em ruminantes e equinos são escassos. Objetivou-se com este trabalho determinar a frequência de neoplasias diagnosticadas em bovinos, caprinos, ovinos e equí-deos no Laboratório de Patologia Animal da Universidade Federal de Campina Grande, Patos, Paraíba, durante o perí-odo de 1983 a 2010 e analisar os fatores de risco, mediante o teste de qui-quadrado, considerando como variáveis, espécie,… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
2
1
1
1

Citation Types

0
6
0
27

Year Published

2014
2014
2018
2018

Publication Types

Select...
5

Relationship

0
5

Authors

Journals

citations
Cited by 24 publications
(33 citation statements)
references
References 18 publications
(33 reference statements)
0
6
0
27
Order By: Relevance
“…Aunque no existen informes de geoposicionamento de dermopatías en bovinos del departamento de Córdoba, sí fueron realizados informes de casuística, frecuencia y caracterización clínica e histpatológica que relatan la presencia de diferentes dermopatías como la otitis parasitaria bovina (17), pitiosis cutánea bovina (18,19), carcinoma de células escamosas (20), demodecosis (21) y dermatitis fototóxica secundaria (22). De igual forma, Cardona y colaboradores encontraron una elevada frecuencia de otitis parasitaria en bovinos del departamento de Sucre (Colombia) (23), y Carvalho y colaboradores observaron una alta presencia de carcinoma de células escamosas en bovinos del nordeste brasilero (24).…”
Section: Resultsunclassified
“…Aunque no existen informes de geoposicionamento de dermopatías en bovinos del departamento de Córdoba, sí fueron realizados informes de casuística, frecuencia y caracterización clínica e histpatológica que relatan la presencia de diferentes dermopatías como la otitis parasitaria bovina (17), pitiosis cutánea bovina (18,19), carcinoma de células escamosas (20), demodecosis (21) y dermatitis fototóxica secundaria (22). De igual forma, Cardona y colaboradores encontraron una elevada frecuencia de otitis parasitaria en bovinos del departamento de Sucre (Colombia) (23), y Carvalho y colaboradores observaron una alta presencia de carcinoma de células escamosas en bovinos del nordeste brasilero (24).…”
Section: Resultsunclassified
“…Somente 2-5% dos bovinos infectados pelo VLB desenvolvem linfoma de evolução fatal (Leuzzi et al 2001) e quanto maior o tempo de manutenção dos bovinos dentro do rebanho maior serão as perdas relacionadas à doença . Em estudos realizados no Sul (Lucena et al 2011) e no Nordeste brasileiro (Carvalho et al 2014), o linfoma foi o segundo tumor mais diagnosticado em bovinos de corte e leite, atrás apenas do carcinoma de células escamosas. O alto número de casos de carcinoma de células escamosas em bovinos está associado à ingestão crônica de Pteridium aquilinum, com formação desse neoplasma no trato digestivo e por radiação ultravioleta, com formação de carcinoma de células escamosas em olho, tecido periocular e sistema reprodutor feminino (Lucena et al 2011, Carvalho et al 2014.…”
Section: Discussão E Conclusõesunclassified
“…Na rotina do LPV-UFSM, um estudo recente (Lucena et al 2011) demonstrou que o linfoma é o terceiro tumor mais diagnosticado em bovinos, atrás apenas dos carcinomas de células escamosas do trato digestório superior e da pele, induzidos pela ingestão continuada de samambaia-do-campo (Pteridium aquilinum) (Moreira Souto et al 2006) e por radiação ultravioleta (Rosa et al 2012), respectivamente. Dados semelhantes foram observados em outro estudo (Carvalho et al 2014) que determinou a prevalência de tumores em ruminantes e equídeos no semiárido do Nordeste brasileiro. Linfoma foi o segundo tumor mais frequente em bovinos, ficando atrás dos carcinomas de células escamosas localizados no olho e tecido periocular, pele e sistema reprodutor feminino, todos eles associados à radiação solar.…”
Section: Discussionunclassified