2018
DOI: 10.1590/2179-8966/2018/33900 View full text |Buy / Rent full text
|
|

Abstract: Resumo O trabalho pretende racializar a produção de memória sobre a ditadura empresarial-militar no Brasil, destacando formas de resistência negra organizadas nos anos 1960-1980. Parte-se da hipótese de que a adoção do mito da democracia racial como um dos mecanismos ideológicos do regime mobilizou práticas seculares de desumanização e inscreveu, a partir delas, uma forma de atuação racista.

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance
Select...
0
0
0
5

Publication Types

Select...

Relationship

0
0

Authors

Journals