volume 13, issue 29, P79-93 2020
DOI: 10.1590/1983-6821202013296
View full text
|
|
Share

Abstract: Resumo A crítica genética e a crítica literária têm, até agora, sido vistas como dois modos diferentes de olhar para os textos. Enquanto os críticos literários interpretam o texto, isto é, o resultado do processo de escrita, a crítica genética concentra a sua atenção no acto de escrita de um autor, sem refletir sobre as consequências que o processo tem sobre o produto final - o texto tal como será lido. Neste artigo, pretendo, usando como pretexto o manuscrito autógrafo existente de Esaú e Jacó na Academia Bra…

Expand abstract