2003
DOI: 10.1590/s0102-09352003000600009
View full text |Buy / Rent full text
|
Sign up to set email alerts
|

Abstract: RESUMORealizou-se um experimento com frangos de corte para avaliação da energia metabolizável ((energia metabolizável aparente (EMA), energia metabolizável verdadeira (EMV), energia metabolizável aparente corrigida pelo nitrogênio (EMA n ) e energia metabolizável verdadeira corrigida pelo nitrogênio (EMV n )), e comparação das metodologias tradicional e de alimentação forçada, em delineamento experimental inteiramente ao acaso, em esquema fatorial 4×8 (métodos × alimentos) com quatro repetições. Sete alimentos… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
3
1
1

Citation Types

0
0
0
9

Year Published

2003
2003
2007
2007

Publication Types

Select...
3

Relationship

2
1

Authors

Journals

citations
Cited by 6 publications
(11 citation statements)
references
References 13 publications
(11 reference statements)
0
0
0
9
Order By: Relevance
“…Se, neste experimento a melhor variável, com maior contribuição na estimativa de EMA, foi o EE, no trabalho de Borges et al (2003), com frangos de corte, ao contrário, a FB foi a variável que melhor explicou os valores de EMA, embora sozinha não tenha sido uma boa variável para predizê-la, com um R 2 de 0,59 quando a equação foi obtida a partir de dados gerados por todos os métodos de avaliação (colheita total de excreta e alimentação forçada).…”
Section: Resultsunclassified
See 1 more Smart Citation
“…Se, neste experimento a melhor variável, com maior contribuição na estimativa de EMA, foi o EE, no trabalho de Borges et al (2003), com frangos de corte, ao contrário, a FB foi a variável que melhor explicou os valores de EMA, embora sozinha não tenha sido uma boa variável para predizê-la, com um R 2 de 0,59 quando a equação foi obtida a partir de dados gerados por todos os métodos de avaliação (colheita total de excreta e alimentação forçada).…”
Section: Resultsunclassified
“…Segundo Borges et al (2003), mesmo quando se trata de formulações para aves domésticas, torna-se inseguro para a indústria utilizar os valores de tabela e seria extremamente oneroso e difícil submeter todas as partidas de matéria-prima a ensaios in vivo . Uma vez que estas mesmas indústrias podem obter, com relativa facilidade, determinações químicas como teor de proteína bruta (PB), fibra bruta (FB), extrato etéreo (EE), etc., a utilização de regressões baseadas nessas análises poderia ser de grande valia.…”
Section: Formulações De Rações Que Utilizam Valores Imprecisos Refletunclassified
“…Na Tab. 8 encontram-se os dados referentes às EMV dos alimentos observadas nos tratamentos 1, 2 e 3 obtidos por Borges et al (2003) e estimadas pelas equações de predição de EMV a partir de análises químicas. As EMV estimadas foram iguais nos alimentos RR, GT e FTE quando comparadas às EMV observadas.…”
Section: Resultsunclassified
“…9 encontram-se os dados referentes às EMA n e EMV n dos alimentos observadas nos tratamentos 1, 2 e 3 por Borges et al (2003) RR 3187ab 3231a 3067b 3159a TIM 4111a 4024a 4010a 3603b GT 2846a 2809a 2828a 2759a FTC 3966a 3922a 3839a 4057a FTE 3770a 3782a 3566a 3663a FTH 1639c 1646c 1838b 2095a FTA 1860ab 2006a 1958a 1805b FTG 1990a 2132a 2141a 2120a Valores na mesma linha seguidos de letras distintas diferem entre si pelo teste SNK (P<0,05). FB= fibra bruta, EE= estrato etéreo.…”
Section: Resultsunclassified
“…Para a determinação dos aminoácidos digestíveis dos alimentos (RR= ração-referência, TIM=trigo integral moído, GT= germe de trigo, FTC= farinha de trigo clara, FTE= farinha de trigo escura, FTH= farelo de trigo para uso humano, FTA= farelo de trigo para uso animal, FTG= farelo de trigo grosso), utilizaram-se as excretas obtidas em quatro tratamentos com aves, usadas anteriormente para determinação da energia metabolizável (Borges et al, 2003). Alimentos e tratamentos, delineamento experimental, metodologia empregada e modelo estatístico utilizados foram descritos em Borges et al (2003), com exceção de alguns procedimentos detalhados na seqüência.…”
Section: Methodsunclassified