2014
DOI: 10.1590/s0100-736x2014001000008 View full text |Buy / Rent full text
|
|

Abstract: This paper describes an outbreak of chronic Senecio spp. poisoning in grazing sheep in Rio Grande do Sul, Brazil, causing the death of 10 out of 860 adult sheep. Eight sick ewes were euthanized and necropsied. Cattle from this farm were also affected. Clinical signs included progressive weight loss, apathy and photosensitization. Four out of seven tested sheep had increased gamma-glutamyl transferase serum activity and two of them presented serum elevation of alkaline phosphatase. At necropsy, three out of eig… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance
Select...
2
2
1
0
5
0
5

Year Published

2017
2017
2017
2017

Publication Types

Select...
3
1

Relationship

2
2

Authors

Journals

0
5
0
5
Order By: Relevance
“…As principais manifestações clínicas observadas nos equinos incluem distúrbios neurológicos, apatia, anorexia, disfagia, emagrecimento, edema subcutâneo e icterícia (Gava & Barros 1997, Riet-Correa et al 1998, Pilati & Barros 2007, Tokarnia et al 2012. Além de bovinos e equinos, há descrições esporádicas de intoxicação natural (Ilha et al 2001, Grecco et al 2011, Giaretta et al 2014) e experimental (Barros et al 1989) por Senecio spp. em ovinos, espontânea em búfalos (Corrêa et al 2008) e induzidas experimentalmente em caprinos e frangos (Tokarnia et al 2012).…”
Section: Introductionunclassified
“…Essa manifestação representa um achado clínico pouco frequente relacionado à intoxicação por Senecio spp. na espécie bovina (Riet-Correa & Méndez 2007, Barros 2016, Tokarnia et al 2012b, diferentemente de ovinos (Ilha et al 2001, Grecco et al 2011, Giaretta et al 2014b) e equinos (Pilati & Barros 2007). Entretanto, esse sinal clínico já foi descrito em surtos de evolução clínica mais prolongada (entre 30-60 dias) (Motta et al 2000, Guagnini et al 2006, Tokarnia et al 2012b, Giaretta et al 2014a, sendo, nesses casos, um dos principais sinais, semelhante ao que foi observado nas bezerras desse trabalho.…”
Section: Resultsunclassified
“…Sob condições naturais, a intoxicação por Senecio spp. acomete principalmente bovinos (Tokarnia et al 2012a), mas podem ocorrer surtos esporádicos em equinos (Gava & Barros 1997), ovinos (Ilha et al 2001, Giaretta et al 2014b) e bubalinos (Corrêa et al 2008). A intoxicação em bovinos é observada, geralmente, em animais acima dos 18 meses (Barros 2016), e a ocorrência da intoxicação natural em bezerros é incomum, embora seja comprovado experimentalmente que bovinos jovens são mais suscetíveis (Torres & Coelho 2008).…”
Section: Introductionunclassified
“…[4,8,17]. Essa alteração foi mais intensa em bovinos criados em pasto nativo no RS, e poderia estar relacionada ao consumo de Senecio spp., planta comumente presente nos pastos nativos do RS e que contém alcaloides pirrolizidínicos indutores da proliferação das vias biliares [10,13].…”
Section: Discussionunclassified
“…A proliferação de ductos biliares foi discreta em todos animais mantidos em pastos de Brachiaria spp. e não foi notada em bovinos criados em capim Andropogon sp.. Essa alteração foi mais intensa em bovinos criados em pasto nativo no RS, onde há Senecio spp., que contém alcaloides pirrolizidínicos indutores de lesão hepática e proliferação das vias biliares (Grecco et al 2011;Giaretta et al 2014). A proliferação de ductos biliares é um fenômeno comum em processos diversos de injúria hepática, sendo frequente em animais intoxicados por Brachiaria spp.…”
Section: Discussionunclassified